Atividades recreativas e sociais movimentam o Dia da Sergipe

Fonte: Folha de Londrina

Os serviços oferecidos à comunidade e a expectativa de descontos atraíram muitas pessoas para a Rua Sergipe na manhã deste sábado (28). O trânsito está impedido no trecho entre as ruas Minas Gerais e Hugo Cabral. Teste de visão, hepatite, glicemia e aferição de pressão arterial, distribuição de pipoca e algodão doce, brincadeiras para as crianças, feira de adoção de cães e gatos e orientações jurídicas são apenas algumas das atividades oferecidas pela prefeitura, governo estadual, universidades e parceiros do Dia da Sergipe. O evento é realizado anualmente pelo Grupo Nova Sergipe, integrante do Programa Empreender da ACIL, em conjunto com empresas e entidades locais.

A 8ª edição do evento espera atrair um público superior ao do ano passado, quando 30 mil pessoas passaram pelo local. “O dia está bem bonito, tem muita gente na rua. O público está aproveitando os serviços oferecidos  e devemos superar os números da última edição”, afirma Angelo Pamplona, coordenador do Grupo Nova Sergipe e diretor comercial da ACIL.   

A dona de casa Jéssica de Souza, moradora da zona norte, conta que aproveitou o dia de festa para levar a filha Eloá para passear e brincar. “Vim ver as atrações, estamos apenas passeando.” 

Já Ana Carolina Magalhães, dona de casa, e Luís Fernando Giacomelli, montador, saíram de casa com a intenção de fazer compras, mas aproveitaram para fazer testes de visão e passear um pouco com o filho Rodrigo. “Viemos hoje porque soubemos do evento e também por ser sábado. Queremos fazer compras e esperamos conseguir algum desconto”, explica ela. 

Proprietária de uma loja de lingeries, Bruna Souto diz que o evento faz com que muitas pessoas conheçam a loja e possam voltar para fazer compras em outra data. “Nem todos fazem compras hoje, muitos vêm só para passear mas acabam voltando depois.” 

Jairo Lima trabalha comercializando pães de queijo, sorvetes, água e refrigerante e nas primeiras horas da manhã já comemorava as vendas 30% superiores a um dia comum. “O movimento está legal e daqui a pouco deve aumentar a venda de sorvetes, por causa do dia quente. Nossa expectativa é boa.” 

Até quem não trabalha rotineiramente na Rua Sergipe aproveitou o dia especial para tentar faturar. O artesão Antônio Carlos Rodrigues trabalha confeccionando porta copos e outros acessórios durante a semana e aos sábados e domingos encarna o personagem Chaves. Neste sábado, com um barril de plástico e vestido com os trajes do personagem, convidava as crianças para fazerem fotos. “É uma forma de eu divulgar o meu trabalho, quero fazer festas infantis também”, justifica. 

As atividades serão oferecidas até às 15h deste sábado (28).