Comércio de Londrina está otimista para 2018

Fonte: Tarobá News - CBN - Folha de LondrinaPaiquerê AM

É quase consenso entre os comerciantes de Londrina que o ano novo será melhor do que 2017.

 Aquilo que é ouvido nas lojas e nas ruas foi confirmado por uma pesquisa encomendada pela ACIL: 84,3% deles estão otimistas, um número superior aos dois últimos anos – 81,6% e 56,1%, respectivamente. O trabalho elaborado pela Litz Estratégia e Marketing ouviu 108 comerciantes entre os dias 26 de dezembro e 2 de janeiro.

 O levantamento aponta que quase três quartos dos lojistas (74,1%) apostam em um cenário econômico mais favorável para o ano que começou na última segunda-feira.

 A confiança é de que o azul volte a ser a cor dos balanços ao fim de 2018, algo que ainda variou este ano, conforme o segmento e o nível de maturidade da empresa.

 Quase dois terços dos entrevistados (63%) disseram que as vendas foram iguais ou maiores em 2017 do que em 2016.

 Três setores comemoraram resultados positivos Confecções/Tecidos (2,8%), Ótica/Joalheria (2,7%) e Móveis/Eletrodomésticos (1%), no entanto, a pesquisa indica leve retração geral (– 1,7%).

 “A economia vive ainda um período de transição, embora todos os sinais indiquem que já estamos deixando a recessão para trás”, avalia o presidente da ACIL, Claudio Tedeschi. “Há uma chance real de que a sensação de confiança do mercado se propague ainda mais já neste primeiro semestre”.

 As vendas de Natal

 Especificamente sobre o Natal, o predomínio do tempo chuvoso na reta final do período de vendas e a queda do tíquete médio comprometeram o resultado geral, que registrou encolhimento de 2,7% em relação ao mesmo período de 2016. O tíquete médio caiu de R$ 183,83 (2016) para R$ 177,78.

“Há muitos casos de comerciantes que estavam registrando uma forte alta até o dia 20 e depois, com a chuvarada, as vendas no comércio de rua foram muito afetadas”, afirma Fernando Moraes, vice-presidente da ACIL. Ainda assim, 60,2% dos entrevistados disseram que as vendas foram maiores ou iguais em comparação com o mesmo período de 2016. Destaques positivos para Móveis/Eletrodomésticos (72,7%) e Ótica/Joalheria (64,3%).

Promoções de janeiro

 Os comerciantes prometem que vão estimular o movimento em janeiro lançando mão de promoções ou liquidações. De modo geral, 54,6% dos entrevistados garantem que vão utilizar o expediente. Os maiores destaques são Calçados (90,9%) e Confecções/Tecidos (60,7%).