Conversa com o presidente

236
23 de Agosto de 2019

Duplicação da PR-445, cada passo é uma conquista

Todos sabem da atenção especial que a ACIL dedica ao incremento da infraestrutura na região de Londrina.

Desde 2017, participamos ativamente da Comissão de Infraestrutura e Desenvolvimento, um canal direto entre a sociedade civil organizada e as autoridades estaduais.

Na última reunião, sexta-feira passada (16), os líderes e a bancada londrinense na Assembleia Legislativa receberam uma excelente notícia, que compartilho aqui com os associados.

De acordo com informações passadas diretamente pelo secretário estadual de Infraestrutura e Logística, Sandro Alex Cruz de Oliveira, recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) serão utilizados para o custeio do projeto executivo da duplicação da PR-445 entre Irerê, no sul do município de Londrina, à Tamarana, um trecho de 52 quilômetros.  O secretário calcula que em setembro será publicado o edital para a contratação do escritório de engenharia e que, no segundo semestre de 2020, a obra comece a sair do papel.

A insistência dos líderes e a articulação política - liderada pelo coordenador da comissão, o deputado Tiago Amaral, com apoio dos deputados Cobra Repórter e Tercílio Turini - explicam esta grande conquista.

A duplicação rumo à capital já está em andamento até Irerê e em diversos pontos entre Apucarana e Ponta Grossa, o que já nos faz sonhar com uma ligação completamente modernizada até meados da próxima década.

É claro que ainda falta muito para Londrina ter uma infraestrutura viária do tamanho dos seus sonhos. Vamos continuar lutando para a duplicação da BR-369 até a divisa com São Paulo, por exemplo, pela construção de três importantes viadutos na nossa região metropolitana, além do Contorno Norte, tema recorrente nas nossas discussões internas.

Contudo, é animador saber que estamos fazendo progressos e conseguindo sensibilizar Curitiba sobre a importância de derrotarmos nossos gargalos logísticos.

Rodovia duplicada reduz acidentes, poupa vidas, desafoga a emergência dos hospitais, diminui custos do frete, abre novas fronteiras imobiliárias e aumenta a competitividade das empresas que aqui produzem. Enfim, é aberto um corredor de desenvolvimento que vai gerar conforto, renda e emprego.

Vamos continuar trabalhando para que na próxima década tenhamos uma nova realidade no transporte rodoviário. Cada passo é um sacrifício e temos que comemorar cada um deles, já, claro, pensando no próximo.

Bom fim de semana à todos!

Até a próxima!

Fernando Moraes

Frase da semana:

“Você não pode ensinar nada a ninguém, mas pode ajudar as pessoas a descobrirem por si mesmas”,

Galileu Galilei, astrônomo italiano (1564-1642)

Histórico

Selecione um ano e um mês: