Conversa com o presidente

203
04 de Janeiro de 2019

Janeiro é mês de loja cheia

Ao longo do tempo, janeiro foi ganhando a fama de um mês fraco para o varejo.

A sensação de cidade de vazia, com muita gente viajando para o litoral, aproveitando as férias escolares, tirava o ânimo dos lojistas.

Contudo, os hábitos e costumes mudam com o passar do tempo.

E cada vez mais, o primeiro mês do ano atrai mais e mais consumidores, principalmente pelos preços vantajosos em relação à alta temporada.

Liquidações e descontos são cada vez mais adotados para equilibrar os estoques e, em pleno veraneio, as lojas passaram a perceber que o desânimo era algo sem fundamento. Havia, sim, muito potencial.

Pesquisa sobre as vendas de Natal da ACIL divulgada esta semana pela associação revela que quase dois terços dos lojistas pretendem liquidar os estoques com preços muito competitivos em janeiro. É uma tendência irreversível e que marca o novo varejo.

Portanto, é o momento de caprichar na precificação, animar a equipe de vendas, não descuidar da comunicação com o cliente e organizar o estoque. E, claro, nunca negligenciar o investimento em fidelização. É uma ocasião muito propícia para ampliar a base de clientes para 2019.

É isso, caros amigos. Reitero aqui os votos de um ano próspero e vibrante. E que janeiro seja cada vez mais um mês de aproximação do varejo com os consumidores.

 

Até a próxima,

Fernando Moraes

 

Frase da semana:

“Se você não cuidar do seu cliente, o seu concorrente irá”,

Bob Hooey (1953- ), escritor e palestrante canadense

Histórico

Selecione um ano e um mês: