Conversa com o presidente

35
29 de Maio de 2015

CIDADE DESENVOLVIDA, MATA PROTEGIDA

A recente audiência pública que discutiu a zona de amortecimento da Mata dos Godoy comprovou que todos os lados envolvidos concordam em dois pontos: 1) É preciso defender e proteger a mata; 2) É importante garantir o desenvolvimento econômico e social da cidade. Nosso desafio é atingir esses dois objetivos de maneira equilibrada, sem paixões ideológicas, dentro de um clima de diálogo e entendimento. 

Não existe atividade humana sem algum tipo de impacto sobre a natureza. Da mesma forma, não existem políticas públicas sem geração de recursos econômicos ou qualidade de vida sem empregos para a população. 

O futuro da Mata do Godoy depende de um consenso entre a comunidade. Precisamos manter o nosso principal patrimônio ambiental livre de ameaças externas. Mas não podemos perder de vista o foco no desenvolvimento sustentável. 

Na opinião da ACIL, a questão da Mata dos Godoy não deveria ser judicializada. Respeitamos a Justiça, mas entendemos que essa questão deve ser decidida pelo conjunto da população londrinense. 

O que nos deixa otimistas é ver diferentes setores da sociedade debatendo livremente esses temas que são da maior importância para o futuro. Estamos certos de que o desejo da maioria é ver Londrina com mais qualidade de vida e prosperidade. Chegaremos lá! 

Até a próxima,
Valter Luiz Orsi 


Frase da semana: "Algumas pérolas podem levar quase trinta anos para se formar dentro de uma ostra. Assim como não se forma uma pérola com pressa, não se faz um Conselho da Mulher Empresária da noite para o dia. A credibilidade de uma instituição é algo que leva tempo, esforço e trabalho. Ao mesmo tempo, o surgimento de uma pérola demonstra que ali existe vida interior. Não há pérolas em ostras vazias, assim como não há conquistas sem trabalho, sem esforço, sem perseverança." (Marisol Chiesa, presidente do Conselho da Mulher Empresária da ACIL)

Histórico

Selecione um ano e um mês: