Conversa com o presidente

13
19 de Novembro de 2014

CORAGEM, ESTAMOS COM VOCÊ!

A decisão do juiz Sérgio Moro que levou à prisão de 23 pessoas na última sexta-feira contém passagens assombrosas. Os depoimentos, gravações e provas documentais obtidos pela Justiça Federal mostram a que ponto o Estado brasileiro foi engolido por esquemas de corrupção. Entende-se, assim, por que a Petrobras decaiu tanto nos últimos anos. As entranhas da nossa maior estatal foram corroídas pela ação de malfeitores e ladrões do dinheiro público. A empresa que era orgulho do governo virou vergonha nacional. 

Até a presidente da Petrobras, Graça Foster, admitiu que há vários meses já sabia do pagamento de propinas dentro da estatal. Por que nada fez, então? E, se nada fez, por que ainda está ocupando o cargo? 

Quando tive acesso às palavras de Sérgio Moro e ao conteúdo da investigação, lembrei-me imediatamente do escândalo AMA-Comurb – que, por sinal, tinha em comum com o escândalo do petrolão um de seus principais operadores, já falecido. As concorrências forjadas na Prefeitura de Londrina eram uma espécie de ensaio, em nível municipal, daquilo que seria, anos depois, largamente aplicado em escala federal, com consequências desastrosas para o desenvolvimento e a autoestima do nosso País. 

Lembrei-me também de uma ocasião em que estivemos na sede do Tribunal de Justiça do Paraná, em Curitiba, tratando justamente do escândalo AMA-Comurb. Já faz 14 anos, mas recordo como se fosse hoje: um personagem desconhecido atravessou o longo corredor do TJ, aproximou-se e disse-me ao ouvido: “Coragem, estamos com você!”. Nunca soube quem era aquele homem que me apoiava no momento difícil. Hoje eu e milhões de brasileiros gostaríamos de dizer ao dr. Sérgio Moro, que conduz a Operação Lava Jato, as mesmas palavras, alto e bom som: “Coragem, estamos com você! 

Até a próxima,
Valter Luiz Orsi

Histórico

Selecione um ano e um mês: