Conversa com o presidente

160
23 de Fevereiro de 2018

Equilíbrio, conhecimento técnico e bom senso devem reger novo conselho

A Câmara de Vereadores aprovou nesta quinta-feira a realização de uma audiência pública para debater a implantação do ConCidade, uma nova instância para discutir o planejamento urbano de Londrina.

É legítima a preocupação dos vereadores e da opinião pública com o tema, mas os acontecimentos recentes – ainda sob investigação pelo Ministério Público – envolvendo possíveis irregularidades nas mudanças pontuais de zoneamento pode se tornar uma armadilha para o futuro da cidade.

Corremos o risco de que o conselho se converta em uma esfera contaminada pela demagogia e pelo populismo.

Para evitar isso, é preciso que a composição tenha uma representação equilibrada entre o poder municipal, o setor produtivo e a população. Além disso, é mais que necessária a instalação de uma câmara técnica paralela que seja consultada a cada posicionamento.

Os especialistas devem ser ouvidos pelos leigos para que o aspecto consultivo – e o conselho não deve ser mais do que consultivo – da estância seja efetivamente contributivo.

A ACIL e as entidades parceiras irão lutar sempre contra a burocracia e o engessamento da legislação, bem como sempre seremos favoráveis à transparência nas relações entre o poder público e o empresariado.

Até a próxima,

Claudio Tedeschi

Frase da Semana:

“Um burocrata é um conservador que domina a esquerda e a direita”, Millôr Fernandes (1923-2012), humorista

Histórico

Selecione um ano e um mês: