Conversa com o presidente

1
27 de Agosto de 2014

O DESAFIO DAS MÃOS UNIDAS

O DESAFIO DAS MÃOS UNIDAS

Coluna eletrônica de Valter Orsi estreia com as palavras inspiradoras de um grande londrinense: Dom Albano Cavallin

O diálogo é uma das principais ferramentas da atual gestão da ACIL. Um diálogo franco, aberto, livre e democrático. Sem meias-palavras. Direto ao ponto. Por isso, lançamos hoje a coluna eletrônica Conversa com o Presidente, que vai circular todas as quartas-feiras pela manhã. Através de textos diretos e objetos, nós vamos discutir temas de interesse da ACIL e de Londrina. Sempre com a ideia de veicular soluções, e não problemas. Sempre com a missão de abrir caminhos, não fechá-los. Sempre com a ideia de formar e informar os cidadãos londrinenses que trabalham por uma cidade cada vez melhor. 

Com muita honra, inicio a coluna Conversa com o Presidente reproduzindo a fala de um dos mais eminentes e sábios cidadãos de Londrina: o arcebispo emérito Dom Albano Cavallin. As palavras de Dom Albano, proferidas há pouco mais de um mês, na possa da nova diretoria da ACIL, resumem com brilhantismo o espírito que move nossa entidade: 

"Semana passada, recebi do Dr. Valter Orsi um telefonema longo e comprometedor, em que pedia uma benção especial para a ACIL, mas, nas entrelinhas notei que o Dr. Valter desejava uma benção que estivesse em sintonia com a mística de ação da ACIL e que se resume nesta nova meta: PÉS VERMELHOS E MÃOS UNIDAS. 

Fui então pesquisar na Bíblia e encontrei dois tipos de bênçãos. A primeira tirada do livro dos Números que me pareceu muito respeitosa do papel de Deus nas ações humanas e diz assim: 

O Senhor te abençoe e te guarde, O Senhor faça brilhar sobre ti a sua face e te conceda a sua graça. O Senhor volte para ti o seu rosto e te dê a Paz. 

A segunda bênção, tirada do livro dos Gênesis, tem poucas palavras, mas um valor revolucionário, revelando o papel do homem junto com Deus em todas as suas ações, e diz assim: 

Seja você mesmo uma bênção para os outros. 

Reparem que a segunda bênção está hipotecada com uma visão religiosa em que o homem tem que ser, em tudo, um parceiro de Deus. Esta bênção respeita aquele princípio de ação de que nos fala Santo Agostinho em seu livro 'Cidade dos homens, Cidade de Deus': 'Oh homem, faça tudo como se tudo dependesse de você, mas espere tudo como se tudo dependesse de Deus'. 

Para motivar a profundidade das exigências desta segunda bênção, peço licença para contar uma pequena história esclarecedora. Um homem se deparou na rua com uma criança maltrapilha e tremendo de frio, ficou indignado e desafiou Deus com a pergunta: 'Deus, você que criou o mundo, o que está fazendo para livrar o mundo de tanto sofrimento, tanta corrupção e tanta violência?' 

E o nosso homem como um professor de Deus passou o dia todo resmungando contra o silêncio de Deus, diante do sofrimento humano. 

Ao cair da noite, já no seu leito, o nosso homem teve a impressão de que Deus lhe deu esta resposta: 'Você perguntou o que eu fiz para melhorar este mundo? A minha resposta é esta: EU CRIEI VOCÊ! Você tem que ser uma solução inteligente geradora de outras soluções'. 

Dr. Valter e membros da Diretoria da ACIL, o desafio dos senhores é: PÉS VERMELHOS, MÃOS UNIDAS. Diante das dificuldades e escândalos que mancharam no passado a nossa menina moça Londrina, o recado de Deus é este: 'Sejam vocês mesmos uma benção para os outros! Eu criei e abençoei a ACIL e espero que ela e cada cidadão londrinense sejam eles mesmos uma bênção de esperança para que com ENTUSIASMO CRISTÃO a ACIL, lado a lado com o poder público, igrejas e entidades organizadas, possa escrever novos e inesquecíveis capítulos da história de Londrina'. Amém!" 

Até a próxima, Valter Luiz Orsi 

Na próxima semana: as palavras de outro grande londrinense, o Pastor Messias Anacleto Rosa. 

Envie sugestões, comentários e críticas respondendo a este e-mail.

Histórico

Selecione um ano e um mês: