Conversa com o presidente

235
16 de Agosto de 2019

Queremos que o Brasil volte a crescer ainda este ano

Diariamente constatamos a quantidade de tributos que oneram a vida dos brasileiros. O ICMS é um dos maiores impostos, ficando em torno de 17 a 18%, sem contar as transações entre estados, além de uma vasta lista que contempla IPI, IR, IOF, ITR, II, IE, IPVA, IPTU, ISS, ITBI, taxas e contribuições de melhoria.

O fato é que a opção de tributar o consumo e renda faz com que as classes mais baixas ou menos favorecidas paguem mais impostos. A consequência disso é sentida no dia a dia com a queda do poder de compra.

Diante deste cenário que nos acompanha há muitos anos, precisamos aquecer o debate sobre uma das mais importantes reformas do País: a Tributária.

Na noite de quinta-feira (15) tivemos a oportunidade de reunir na ACIL empresários, entidades e sociedade em geral para ouvir o economista Luiz Carlos Hauly, ex-deputado federal e autor de uma das propostas da Reforma Tributária em tramitação na Câmara dos Deputados. Esta substitui nove impostos atuais (incluindo ISS, ICMS, IPI e PIS/COFINS) por um único IVA (Imposto de Valor Agregado) cobrado no destino.

Imagine um ciclo virtuoso provocado pela cobrança de um único imposto: mais investimentos, aumento da produtividade, mais empregos, mais renda, mais consumo e ganhos na arrecadação.

É inegável que a Reforma Tributária seja necessária para o retorno quase que imediato do crescimento do Brasil, uma vez que o nosso sistema é um dos mais complexos, burocráticos e defasados do mundo, além de ter também a carga tributária mais elevada, onerando produtos e serviços, desaquecendo e empobrecendo o País.

Atualmente, há duas propostas da Reforma Tributária em andamento, uma na Câmara e outra no Senado. Clamamos para que os parlamentares reflitam sobre o aperfeiçoamento daquela que for mais adequada para recuperar o protagonismo do nosso país, e que a boa notícia venha ainda este ano!

Bom fim de semana a todos!

Até a próxima,

 

Fernando Moraes, 
Presidente

Frase:

“A mudança não virá se esperarmos por outra pessoa ou outros tempos. Nós somos aqueles por quem estávamos esperando. Nós somos a mudança que procuramos” (Barack Obama, ex-presidente dos EUA)

Histórico

Selecione um ano e um mês: