Conversa com o presidente

237
30 de Agosto de 2019

Sinais da retomada a partir da construção civil

A divulgação da pequena alta no Produto Interno Bruto (PIB) pelo IBGE esta semana não chega a ser uma notícia empolgante.

O país cresceu 0,4% no segundo trimestre, 0,7% no primeiro semestre e 1% de julho de 2018 a junho de 2019. São valores tímidos, abaixo do esperado, mas observando os dados com a lupa dos especialistas, há motivos para que o cenário melhore com mais ao final do segundo semestre.

Os investimentos cresceram 3,2% no segundo trimestre graças ao desempenho razoável da construção civil, que rompeu uma sequência de 20 trimestres (cinco anos!) de queda. Os investimentos se concentraram na importação de máquinas e equipamentos, um sinal claro de que há confiança na recuperação.

A construção é um setor estratégico por envolver uma ampla cadeia de produção e por se tratar de ramo com grande densidade na geração de empregos.

Outro dado positivo é a sequência de 10 trimestres de alta no consumo das famílias. É um indicador que cresce muito lentamente, mas que nos últimos 12 meses aumentou 1,5%. Com a construção reagindo e gerando mais postos de trabalho, a tendência é que este indicador melhore bastante em 2020, principalmente em Londrina, onde o setor é muito forte e ocupa muitos trabalhadores.

Enfim, não vivemos o melhor dos mundo, como qualquer empreendedor que batalha diariamente já sabe. Porém, vamos acreditar que “o copo está meio cheio”. Acreditar que um país onde os juros caem, a inflação está controlada, os gastos do governo começam a cair e que algumas medidas começam a melhorar o ambiente de negócios está realmente pronto para reagir e começar um novo ciclo.

Que Deus abençoe nosso país!

Bom fim de semana!

E até a próxima!

 

Fernando Moraes

 

Frase da semana:

“A democracia precisa da virtude, se não quiser ir contra tudo o que pretende defender e estimular”,

Karol Wojtyla, o Papa João Paulo II (1920-2005)

Histórico

Selecione um ano e um mês: