Conversa com o presidente

226
14 de Junho de 2019

Um aviso para os nossos representantes em Brasília

Implantar um novo sistema de previdência pública não é algo tranquilo em nenhum lugar do mundo. Não é fácil comunicar à sociedade de forma clara sobre o custo orçamentário de se ter um sistema sem sustentabilidade a médio e longo prazos, o quanto este desequilíbrio tira as forças do governo e da economia. Ou seja, é preciso muita sensatez e diálogo por parte do governo para dar este passo tão importante, um passo que garanta um sistema de seguridade para as futuras gerações.

A sociedade brasileira está amadurecendo não só porque está ficando cada vez mais idosa. Ao contrário da demagogia que imperava até pouco tempo, há sinais de que existe um entendimento sobre os problemas fundamentais do País.

Tomo como exemplo a greve geral desta sexta-feira (14). O que se viu foram pequenas aglomerações de militantes radicais, ligadas ao movimento estudantil mais “xiita” e aos sindicatos de esquerda, em especial de categorias de servidores. Não houve qualquer sinal de adesão espontânea, de trabalhadores comuns que tiram diariamente do seu suor o ganha pão da família.  Não há ódio contra a Nova Previdência, nem mesmo uma rejeição pronunciada das mulheres e dos homens que abastecem os cofres do sistema, seja como trabalhadores ou empresários da inciativa privada. Esta parcela tem informação ou intuição que, do jeito que está, não dá. E topam se sacrificar.

É preciso que o Congresso Nacional entenda os sinais que a população transmite aos seus representantes. E o sinal desta sexta-feira foi muito evidente: há apreensão sim contra as mudanças, o que é absolutamente normal, mas não há uma mobilização forte e contundente contra elas. O custo político de votar em favor da emenda constitucional não parece ser tão alto assim. É hora dos deputados e senadores se posicionarem corajosamente por uma Nova Previdência, sem que a PEC enviada pelo governo seja mutilada ou descaracterizada. Estaremos acompanhando o trabalho deles com a máxima atenção.

Bom fim de semana a todos!

 

Até a próxima,

Fernando Moraes

 

Frase da semana:

"O sábio nunca diz tudo o que pensa, mas pensa sempre tudo o que diz", Aristóteles, filósofo grego (384 a.C -322 a. C)

Histórico

Selecione um ano e um mês: