15/05/2018 07:57:21 Evento promove a capacitação de microempreendedores individuais

Fonte: Folha de Londrina

Começou nesta segunda-feira (14) a 10ª Semana do MEI (Microempreendedor Individual), promovida pelo Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), na Sala do Empreendedor, localizada na Prefeitura de Londrina. Até sexta-feira, dia 18, serão realizadas palestras, oficinas e consultoria de finanças e marketing para o aperfeiçoamento da gestão das empresas. A expectativa é de que cerca de 600 empreendedores participem das atividades. 

As empreendedoras Rúbia Pacheco e Amabile Merlin, donas de um salão de beleza na zona Sul, foram buscar orientação financeira para resolver a queda no faturamento do salão. "Precisamos de um suporte, porque, com a crise do último ano, tivemos uma queda de no faturamento. Estamos vendo com o consultor o que fazer", explicou Pacheco. 

O salão de beleza tem sete funcionários e teve uma redução de 15% no faturamento. As empreendedoras devem investir em publicidade para atrair novos clientes. "Com a ajuda dele (consultor) identificamos que precisamos trazer mais clientes, porque nossos custos já são só o essencial", disse. 

Elas já procuraram a assessoria do Sebrae para elaboração do plano de negócio da empresa e participaram de cursos de empreendedorismo. "É importante essa orientação que eles dão, porque sempre temos dúvidas", afirmou Pacheco. 

Segundo o consultor do Sebrae, André Azevedo, a Semana MEI concentra esforços para ofertar um "mutirão" de atendimentos aos empreendedores que já tem CNPJ e para aqueles que desejam formalizar seu negócio. "A ação conta com uma série de parcerias, concentradas em ações e atividades para os empreendedores de Londrina e região. Nossa intenção é ajudá-los a melhorar o nível de gestão de suas empresas", explicou Azevedo. 

De acordo com a gerente da Sala do Empreendedor de Londrina, Nilcéia Vertuan, apenas entre 30% e 40% das pessoas que buscam o CNPJ como MEI estão empreendendo. A maioria é prestadores de serviços que precisam emitir nota fiscal. "Eles desconhecem que precisam de alvará, que precisam pagar o INSS todo mês, por exemplo", comentou Vertuan. Em Londrina, são cerca de 20 mil MEIs e a Sala do Empreendedor realiza, em média, 2.500 atendimentos mensais. 

Há um ano a costureira Roseli Gomes da Silva decidiu abrir uma confecção de lingeries personalizadas e, agora, para garantir os benefícios do INSS está regularizando a empresa. "Decidi fazer o MEI para ter os benefícios para se aposentar, ter um auxílio-doença. Alguns conhecidos me falaram do MEI, mas não sei como funciona direito", disse Silva, que também ainda não pensou como será a gestão de empresa. 

DECLARAÇÃO 
Durante a Semana do MEI, os empreendedores serão orientados sobre o preenchimento da DASN-SIMEI (Declaração Anual de Faturamento do Simples Nacional), que deve ser entregue obrigatoriamente até 31 de maio. O microempreendedor que não entregar a declaração não poderá emitir as guias para pagamento dos impostos. 

Este ano, a Receita Federal suspendeu quase 3.000 CNPJ em Londrina por atraso nas obrigações com o fisco. Os microempreendedores tem duas obrigações fiscais: o pagamento mensal de R$ 53,70, referente a INSS, ISS (imposto sobre serviços) e ICMS (imposto sobre circulação de mercadorias); e o Alvará anual de R$ 71,04. As dívidas dos CNPJs suspensos serão vinculadas ao CPF do microempreendedor, que poderá ter restrições de crédito. 

ON-LINE 
A programação da Semana também conta com eventos on-line, no site do Sebrae. Neste terça-feira, às 15 horas, haverá a palestra "Como posso ganhar mais dinheiro como MEI?". Na quarta-feira (16), às 17 horas, o tema será "Como escolher a melhor máquina de cartão?". Na quinta-feira (17), às 13 horas, a conversa será sobre "Connect - MEI tem acesso ao crédito?". Para encerrar a semana, na sexta-feira (18), às 13 horas, os interessados poderão assistir a palestra "Connect - MEI: Tudo o que você precisa saber sobre DASN!".