07/06/2016 00:00:00 Reunião na ACIL discute Superbus na Higienópolis


Fonte: Assessoria ACIL

A ACIL sediou hoje um encontro preliminar das discussões sobre o impacto do novo sistema de transporte coletivo de Londrina na dinâmica da Avenida Higienópolis. O presidente da entidade, Valter Luiz Orsi, e o diretor Claudio Tedeschi, receberam a presidente do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Londrina (Ippul), Ignês Dequech, e representantes dos comerciantes para definir como será o processo de discussão sobre as alterações na estrutura da via.

Ficou definida a realização de um workshop nas próximas semanas com o debate envolvendo técnicos do Ippul , da Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização de Londrina (CMTU) e os comerciantes.  O Superbus é um investimento do governo federal sob responsabilidade da Secretaria Nacional de Transporte e da Mobilidade Urbana. Em Londrina, estão previstos investimentos de R$ 143 milhões – sendo R$ 124 milhões financiados por Brasília e R$ 19 milhões de recursos municipais. No total, o novo modelo percorrerá quase 70 quilômetros de extensão, com 87 paradas e quatro terminais de integração. “A Higienópolis é extremamente importante para toda a conexão do sistema”, justificou Inês Dequech.

O Superbus é o nome de fantasia do sistema conhecido globalmente como BHLS (acrônimo de Bus with High Level of Service, em português ônibus com alto nível de serviço), no qual as viagens fluem com mais rapidez em faixas exclusivas e os veículos são mais confortáveis em comparação com o serviço convencional. A ideia é deslocar parte dos adeptos do transporte individual para o transporte coletivo, desafogando o trânsito e melhorando a mobilidade nos horários de pico.