18/04/2016 00:00:00 ACIL aproxima concorrentes para qualificar segmentos

Fonte: Assessoria ACIL

A concorrência predatória não desenvolve nenhum segmento empresarial. Contra este tipo de atuação, que costuma ficar mais aparente em períodos de crises agudas como a atual, a melhor prevenção é o diálogo.

O Programa Empreender, da ACIL, é, sobretudo, uma iniciativa de congregar empreendedores em torno de discussões relevantes para o futuro do setor no qual atuam.

Ao invés de disputas desleais no mercado, com consequências negativas para todos os concorrentes, os segmentos são fortalecidos pela aproximação, profissionalização, capacitação e pela busca por excelência na gestão.

“Os núcleos possuem ferramentas efetivas para a abertura de novos caminhos para o setor”, afirma Valéria Sitta, analista de negócios da ACIL. “Com a metodologia, é possível priorizar ações, sejam elas na gestão das empresas ou do segmento como um todo”, completa.

Dois núcleos do programa se instalam esta semana e também vão passar pelo processo de identificar oportunidades e deficiências e depois pelo desenvolvimento de um plano estratégico para a cadeia produtiva, tudo isso com apoio de consultores.

O Núcleo do Aeroshopping reúne os lojistas do Aeroporto José Richa, apreensivos com a queda no movimento de passageiros, com a dependência excessiva dos consumidores que embarcam e desembarcam e com a fama de lugar careiro. A primeira reunião do grupo está marcada para esta terça-feira às 18 horas, no auditório do aeroporto.

A outra novidade do programa é o lançamento do Núcleo de Farmácias de Manipulação, que será lançado também amanhã às 9 horas na ACIL. Os principais focos de ação serão o desenvolvimento da área comercial dos estabelecimentos e o conhecimento da legislação.

Outros oito segmentos contam com núcleos ativos e já colhem bons resultados: Revendedores de Gás, Consultores Empresariais, Organizadores e Assessores de Eventos, E-commerce, Profissionais da Fotografia, Food Truck, Imobiliárias e Audiovisual. “Os empresários tendem a se retrair em momentos de crise e o programa proporciona a oportunidade de continuar viabilizando a empresa”, ressalta Valéria.