27/11/2015 00:00:00 Seis empresas vencem etapa paranaense do MPE 2015

Fonte: Assessoria Sebrae

O Paraná conheceu as empresas vencedoras do ciclo 2015 do MPE Brasil - Prêmio de Competitividade para Micro e Pequenas Empresas, na tarde desta quinta-feira, dia 26 de novembro. Reptec Tecnologia e Tevah Moda Masculina, ambas de Guarapuava, na categoria Comércio; Uniformes Paraná, de Maringá, na categoria Indústria; Frezarin Tecnologia, de Londrina, na categoria Serviços; Ocupamed, na modalidade de Serviços de Saúde, de Curitiba; e CDS Informática, de Cornélio Procópio, em Serviços de Tecnologia da Informação, foram as vencedoras do Prêmio que reconhece a excelência na gestão das micro e pequenas empresas.

A premiação ocorreu durante a XXV Convenção Anual da Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Paraná (Faciap), em Foz do Iguaçu. Em 2015, foram 6.759 empresas inscritas no Estado. Do total, 3.462 entraram na disputa, 48 receberam a visita de avaliadores do MPE Brasil devido à alta pontuação aferida e 16 classificaram-se para a final.

O diretor de Operações do Sebrae/PR, Julio Cezar Agostini, reforçou que as empresas finalistas e vencedoras incorporaram uma gestão moderna e avançada, tornando-se referências para outras empresas no mercado. “Em qualquer economia, 99% são micro e pequenas, seja no Brasil, Canadá, Finlândia ou mesmo Estados Unidos. Somente um grupo muito seleto consegue se transformar em média e grande empresa. Isso muito se deve ao modelo de gestão aplicado nessas organizações. Essas empresas, por chegarem aqui, apresentam essas características e integram um segmento de alto potencial de crescimento”, analisou Agostini.

A excelência na gestão de micro e pequenas empresas, com base no Modelo de Excelência em Gestão (MEG), da Fundação Nacional da Qualidade (FNQ), proposta que o Sebrae incorpora na sua estratégia, foi o que destacou empresas na conquista do MPE Brasil. “Essas empresas agora passam a ser parâmetro para outras, pela capacidade de gestão, pelo crescimento mesmo em período de crise, pela participação na sua associação comercial e empresarial e para a sua cidade. São as organizações portadoras do futuro das suas comunidades, que exercem o papel de liderança e rumam ao crescimento”, completou o diretor de Operações do Sebrae/PR.

Emoção

A emoção pela conquista tomou conta dos vencedores. O empreendedor Emerson Theodorovicz, da Reptec Tecnologia, de Guarapuava, vencedor na categoria Comércio, disse que o Prêmio é um reconhecimento pelo esforço de toda empresa. “Quando iniciamos a profissionalização do negócio procurei o Sebrae e seguimos as orientações. Participamos do MPE Brasil e somente neste ano a empresa cresceu cerca de 23%.  Estamos muitos felizes pela conquista e temos um sentimento de gratidão, primeiro a Deus por nos dar sabedoria em administrar; a nossa família; gratidão aos funcionários e aos nossos clientes”, comemorou Theodorovicz.

Também na categoria Comércio, e de Guarapuava, a empresária Lara Sganzerla, da Tevah Moda Masculina, legitimou ao MPE Brasil o crescimento e melhoria do ambiente de negócios. “Nossa empresa tem pouco mais de cinco anos e já conquistamos muito ao longo desse tempo. É a terceira vez que participamos do MPE Brasil, o que nos ajudou a impulsionar a empresa, graças à metodologia que vamos continuar implantando. A premiação é uma conquista para a empresa, as nossas famílias e a nossa cidade”, atestou Lara.

O MPE Brasil promove a qualidade, excelência em gestão, inovação e produtividade para micro e pequenas empresas, desafiando a atuação empresarial e social das organizações, conforme destacou Guido Bresolin Junior, presidente da Faciap. “Ele desafia os seus participantes a inovar, a buscar sustentabilidade dos negócios e atinge todos aqueles que estão ao seu redor, colaboradores, clientes e fornecedores, enfim a comunidade em que a empresa está inserida. Tenho a certeza de que os finalistas e premiados aqui vão buscar novos desafios e farão parte do desenvolvimento de nossas comunidades e Estado”, completou o presidente da Faciap.

Protagonismo

O diretor da Federação da Agricultura do Estado do Paraná (FAEP) e conselheiro do Sebrae/PR, João Luiz Rodrigues Biscaia, reforçou o protagonismo de micro e pequenas empresas no desenvolvimento do País. “Quem disputou um prêmio, que remete à gestão dos negócios como forma de crescimento, e chegou à final merece destaque. São vencedores. A crise é mais um motivo de sucesso para essas empresas que fazem o Paraná e o Brasil crescer”, avaliou Biscaia.

Na categoria Indústria, a Uniformes Paraná, de Maringá, foi a vencedora do MPE Brasil, etapa paranaense. De acordo com o empreendedor Lucas Peron, o Prêmio significa que o negócio está trilhando o rumo do desenvolvimento, junto com parceiros estratégicos. “Temos trabalhado pela melhoria da gestão e processos. Por isso, temos que dividir esse prêmio com muita gente. Com Deus, com nossos colaboradores que respiram o modelo de excelência em gestão, nossas famílias, com o nosso Conselho do Jovem Empresário, da Associação Comercial, e o Sebrae, grande parceiro do nosso crescimento”, pontuou.

O representante do Instituto Brasileiro de Qualidade e Produtividade (IBQP), Fernando Lorenz, lembrou que o MPE Brasil é momento culminante de apenas uma etapa. “O Modelo de Excelência em Gestão é um processo que não termina porque a gente sempre pode melhorar. Neste sentido, duas coisas são fundamentais. A primeira é transformar essas ferramentas em cultura e ter presente que para melhorar continuamente precisamos incorporar, também continuamente, novos conhecimentos”, salientou Lorenz.

Mudanças

O MPE Brasil premiou, na categoria Serviços, a empresa londrinense Frezarin Tecnologia. O empreendedor Carlos Eduardo Frezarin afirma que a conquista do prêmio trouxe consigo mudanças no ambiente de negócios como a melhoria do faturamento, diminuição de despesas e satisfação de clientes. “O Prêmio consagra tudo o que temos feito e os resultados aparecem naturalmente. Quero agradecer ao IBPQ, ao Sebrae, e dizer que tenho o compromisso de não parar de buscar cada vez mais a excelência na gestão do negócio”, projetou Frezarin.

De Cornélio Procópio veio a vencedora na categoria Serviços de Tecnologia da Informação. O empresário Carlos dos Santos, da CDS Informática, destacou que somente o processo de concorrer no MPE já é um prêmio. “Na empresa evoluímos em todas as áreas, pois ficamos mais criteriosos. A conquista nos deixa muito felizes e temos que dividir isso com toda a empresa. Gostaria de agradecer ao Sebrae, a minha família e dizer que essa conquista é o primeiro degrau. Vamos continuar, vamos tentar estar aqui de novo e incentivar outras empresas a participar”, concluiu Carlos dos Santos.

Destaque

Serviços de Saúde foi a categoria que fechou a premiação. A Ocupamed, de Curitiba, além de vencer nesta categoria, também recebeu o reconhecimento como Destaque em Boas Práticas de Responsabilidade Social. A empresária Lucy Mara Silva Baú afirmou que os conceitos obtidos com o MPE Brasil ajudaram a organizar o negócio e facilitaram o trabalho de mostrar ao seu público-alvo, a importância do serviço.

“Primeiro queria agradecer ao Sebrae que nos pega pela mão e nos conduz num trajeto organizado e sólido ao longo desses anos. A nossa empresa tem o foco na transição da doença para a saúde e o nosso grande produto é promover saúde e segurança ao trabalhador. Agradeço esse prêmio a todos, familiares, amigos, parceiro, fornecedores e nossos clientes”, enfatizou a empreendedora.

Alta adesão

A coordenadora nacional do MPE Brasil e representante da Gerdau e Movimento Brasil Competitivo no evento em Foz do Iguaçu, Isabel Reis, afirmou que, nacionalmente, 65 mil empresas se inscreveram ao Prêmio, que é uma iniciativa única no mundo.

“A gente deseja que vocês não desistam e sejam nossos embaixadores que vão contar para outras empresas sobre o MPE Brasil e seu poder de transformação. Continuem aplicando a metodologia de gestão no seu dia a dia, em busca sempre da excelência. O MPE Brasil é gratuito e traz um imenso retorno para o empresário, sua família, funcionários, comunidades e todo o Brasil”, completou Isabel Reis.

No Paraná, o Prêmio MPE Brasil foi realizado em conjunto pelo Sebrae/PR e o Instituto Brasileiro de Qualidade e Produtividade (IBQP), por meio do Movimento Paraná Competitivo (MPC), Gerdau e Movimento Brasil Competitivo. Apoiam a iniciativa no Estado, a Faciap, Governo do Estado, Sanepar, FNQ e Rede de Qualidade, Produtividade e Competitividade (Rede QPC).