29/09/2014 00:00:00 ADEUS, ORKUT - Seis lições que a rede social deixou ao comércio eletrônico

Fonte: Agência No Ar

O Orkut fechará suas portas oficialmente no dia 30 de setembro de 2014 e não deixará apenas saudades, mas lições para os empreendedores virtuais na hora de investir e manter seus negócios. Para Adriano Caetano, diretor da Loja Integrada (www.lojaintegrada.com.br), plataforma de criação de loja virtual gratuita – a rede social foi um exemplo de iniciativa que apostou em um nicho de mercado pouco explorado e com muito potencial. Porém, a não olhar para o futuro e perceber as mudanças de comportamento de seus consumidores, abriu oportunidade para que novas iniciativas ganhassem espaço. “O Orkut começou em 2004 como a febre do momento, trazendo uma nova forma de relacionamento e alavancando outros tipos de negócios, mas não conseguiu se recolocar no próprio mercado que ele ajudou a criar”, explica Adriano. O especialista indica abaixo seis lições que a rede social trouxe para empreendedores digitais.
 

1. NICHO DE MERCADO
Rede social. O termo virou tema de mestrados, estudo de comportamento e mudou completamente a forma de as pessoas se relacionarem. O Orkut foi um dos pioneiros neste segmento e o primeiro contato intenso que o brasileiro teve com um site de relacionamento. Orkut Büyükkökten – desenvolvedor do site – apostou em um nicho crescente e pouco explorado. De acordo com Adriano Caetano, este é um dos caminhos para se destacar na internet.
 

2. IMAGEM E PROMOÇÃO
No começo do Orkut eram apenas 12 fotos por perfil. Quando a rede social percebeu que as publicações com fotografia davam mais fluxo de acessos, aumentou a capacidade de fotos e a opção de criar álbuns. Para Adriano, quanto mais fotos e informações o empreendedor digital usar em sua loja virtual, mais atrativo ficará, garantindo o fluxo de  acessos e aumentando a indexação no Google. É importante também investir em fotos de qualidade e vídeos que podem ser disponibilizados gratuitamente no YouTube.

 
3. DEPOIMENTO
“Te considero pra caramba.” Os depoimentos deixados pelos amigos eram o destaque na rede social e uma das ferramentas de que o público mais gostava. É algo em que o empreendedor pode apostar sem medo. Nada mais atrativo para o consumidor  conhecer o  serviço e a empresa com os depoimentos de quem já foi cliente.

 
4. SORTE DO DIA
Outra ferramenta interessante do Orkut eram as frases de sorte do dia, fortalecendo um contato direto e pessoal com o internauta. Para Adriano, este é um exemplo da importância da personalização dos serviços e do atendimento.

 

5. DESENVOLVIMENTO
O Orkut inovou, mas não acompanhou o desenvolvimento do mercado. Caetano explica que isso é o erro de muitos empreendedores, que pecam ao não planejar seus próximos passos, observando para onde o negócio está navegando.

 
5. FALTA DE CONTEÚDO
O Orkut não permitia que seus usuários criassem conteúdo relevante.  Esse foi um dos motivos do fracasso, já que as pessoas querem produzir conteúdo, compartilhar e interagir em tempo real. O mesmo serve para os empreendedores: conteúdo de qualidade melhora a relevância da página e aumenta a conversão. Investir nas redes sociais, produzir artigos tirando dúvidas sobre o segmento, criar posts interessantes, além de melhorar a descrição dos produtos na loja aumenta a audiência da loja virtual e seu faturamento.