23/10/2014 00:00:00 Ex-vereador é condenado a 7 anos de prisão em Londrina


A 4.ª Vara Criminal de Londrina condenou o ex-vereador Orlando Bonilha a 7 anos e 1 mês de prisão por concussão, quando o agente público se aproveita do cargo que ocupa para obter algum tipo de vantagem indevida. 

Bonilha é acusado de exigir parte dos salários de um comissionado entre março de 2006 e dezembro de 2007, período em que era presidente da Câmara Municipal de Londrina. De acordo com as investigações do Ministério Público (MP), o funcionário, nomeado como controlador do Legislativo pelo então vereador, aceitava "rachar" os vencimentos para não perder o emprego. Ainda conforme o MP, o servidor recebia R$ 5,8 mil e repassava R$ 2 mil ao parlamentar. 

O advogado do acusado, Ronaldo Neves, admitiu o pagamento, mas alegou que os valores eram repassados de forma "voluntária e espontânea" ao partido político de Bonilha. A contribuição partidária, segundo o defensor, é uma "prática costumeira" entre comissionados e legendas. 

Neves lembrou que Bonilha foi absolvido do mesmo caso na esfera cível e que deve recorrer da condenação criminal no Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR). O ex-vereador aguarda pelo trânsito em julgado do processo em liberdade. "Prevalece a presunção de inocência", explicou o advogado. 

Bonilha foi condenado a 7 anos e 1 mês de reclusão em regime semiaberto e ao pagamento de R$ 27 mil de multa.