27/11/2014 00:00:00 Brasileiro vendeu startup no Vale do Silício

Fonte: Folha de Londrina

Com quatro projetos em funcionamento, o brasileiro Daniel Dalarossa é considerado o primeiro brasileiro cuja ideia foi bem-sucedida no Vale do Silício, na Califórnia (EUA). Sua startup, a Cyclades Corporation, foi vendida em 2006 para uma empresa de lá. "Fomos a primeira empresa mundial a ter um certo tipo de placa para Linux para ligar modem. Isso fez a empresa decolar", conta Dalarossa, que participou ontem em Londrina do ECO TI. 

Para ele, o ambiente que as startups têm hoje no Brasil em nada se compara com o cenário que ele encontrou em 1989. "Em nossa época, o Collor (ex-presidente do Brasil) abriu o mercado e, se não fôssemos para fora, não sabíamos o que ia acontecer. Estou muito feliz com nosso ambiente atual no Brasil, temos capital, recursos humanos, educação. A única coisa que é complicada é a questão burocrática." 

Hoje, Dalarossa - que também é músico -, mora no Vale do Silício e possui um site chamado choromusic.com.br que vende "songbooks play along" para todas as partes do mundo. "As pessoas compram os livros, que vêm com partituras, CD e tocam junto", explica. Outro negócio de Daniel é uma construtora, que faz casas customizadas com foco em economia de energia nos EUA. Por último, Dalarossa dirige uma empresa de cursos de empreendedorismo, cujos recursos vão para uma fundação para atender crianças em situação de vulnerabilidade social.