09/12/2014 00:00:00 Centro Cultural liberta antigo Cadeião de Londrina

Fonte: JL

As pessoas que transitam no entorno do antigo Cadeião de Londrina não deixam de perceber a diferença do prédio depois de concluída no espaço a reforma feita pelo Sesc. Então um degradado ícone da história da cidade, agora virou centro cultural com exposições, shows e peças de teatro, além de se tornar um espaço de convivência. Mesmo assim, a aura policial ainda envolve a antiga Cadeia Pública. Sirenes da sede da 10ª Divisão da Polícia Civil, que fica ao lado, vão conviver com as manifestações culturais.

Oficialmente inaugurado amanhã para convidados, o Sesc Cadeião Cultural (R. Sergipe, 52) será aberto ao público a partir de quinta-feira. Logo na entrada, é possível perceber parte do piso original preservado, visto por entre vidros, além de réplicas do mesmo modelo, utilizados no hall. Ali ficará também uma espécie de memorial permanente para contar a história do ambiente, com fotos e textos.

A seguir, tem-se acesso ao antigo pátio de sol, transformado num café e num espaço para exposições de arte. O artista Rogério Ghomes estava montando a instalação Incrível como um distúrbio afeta a credibilidade, com oito fotos analógicas produzidas com um filtro vermelho. “É uma tentativa de explorar o processo analógico. Todo mundo acha que é photoshop. Isso me levou à minha tese de doutorado, no trabalho de conversão de imagens, se é filmagem ou fotografia. Vejo que são frames que parecem uma animação”, explica o artista.

Produzidas em 2002 na praia paranaense de Caiobá, a série foi comprada pela Coleção McLaren em 2010, assim como faz parte da coleção do Museu de Arte de São Paulo (Masp) e de outras particulares. Enquanto aprecia a exposição, será possível degustar um café, salgados e doces, feitos pelo pessoal do Café Escola Senac. Em volta, estão as salas de oficina de arte e um pequeno espaço para uma futura reserva técnica, de quadros que poderão ser doados ou comprados. Esta é a única unidade do Paraná com este tipo de reserva.

No andar de baixo estão também as duas celas preservadas. Impressionante como o clima e o ar do interior das antigas celas se difere do corredor logo à frente. Talvez pela ausência de ar condicionado, mas principalmente pelas inscrições dos presos que por ali passaram. Nas escadas com acesso ao segundo andar, uma das paredes originais foi preservada e, descascada, mantém tijolos à vista. Um trecho das paredes rabiscadas do segundo andar foi mantido num vidro, em exposição permanente, assim como as janelas que tinha grades, que foram pintadas e recolocadas.

Em cima estão ainda as salas de ensaio para teatro, dança e música. Um mezanino que não existia foi criado para convivência. Anexo, há um prédio onde antes funcionava a delegacia. Agora, existem um Espaço Conexão, com computadores, e uma biblioteca com acervo de pouco mais de 2,1 mil livros, aberto para consulta do público. A sala de espetáculos, logo abaixo, tem capacidade para 60 lugares, com poltronas em plataformas que podem ser reconfiguradas no local, dependendo do tipo de espetáculo.

Serviço

Sesc Cadeião Cultural (R. Sergipe, 52) - Aberto ao público a partir de quinta-feira (11). Funcionamento de terça a sexta-feira, das 10h às 21h; aos sábados, das 10h às 17h; e aos domingos, das 11h às 17h. Fone: 3572-7700.

Centro revitaliza espaço histórico

Construído em 1953, o hoje Sesc Cadeião Cultural funcionou como única cadeia pública de Londrina até 1994. O espaço foi devolvido pelo Governo do Paraná, que abrigava a delegacia de polícia, que cedeu ao Sesc em regime de comodato durante 20 anos. Foram gastos pelo menos R$ 3,7 milhões na reforma, além dos 30 novos funcionários contratados, entre técnicos, programadores e orientadores. “Preservamos um patrimônio histórico revitalizado, tornando-se um centro cultural que funcionará aos finais de semana e feriados, com cursos, apresentações, café e área de convivência. A cidade não tinha um centro cultural nesses moldes”, ressalta Alexandre Simioni, gerente do local.

Programação

-Amanhã - Inauguração para convidados (19h30)
-Dia 11 - Show com a banda Hillbilly Rawhide (20h), no Teatro Marista (R. Cristiano Machado, 240). Ingressos gratuitos, retirados no Sesc da R. Fernando de Noronha, 264.

-Dia 14 – Sonora Brasil, com Samba de Cacete de Vacaria ( 19h). Os ingressos são gratuitos, mas limitados. Devem ser retirados no local até uma hora antes do evento.

-Dias 16 a 21 – Mostra Sesc de Cinema de Londrina. A programação ainda não foi divulgada.