01/08/2013 00:00:00 1 de agosto

Bom dia!

O número de empresas abertas no primeiro semestre desse ano é 1,3% maior comparado ao ano passado. O assunto é manchete da Folha e mostra um desaquecimento da economia. Alta dos juros é apontada como uma das vilãs. O chefe do departamento de UEL, Azenil Staviski, considera positivo o fato de existir um aumento no número de novas empresas, mas diz que seria preciso analisar números de funcionários e do tamanho dos empreendimentos para fazer uma análise profunda. Mais de dois terços do total de empresas criadas são de MEIs. "Vejo isso como reflexo de baixos salários e do trabalhador tentando aumentar a renda com a abertura da própria empresa", diz Staviski. Diretor da ACIL, Ary Sudan afirma que é natural que a quantidade de novas empresas diminua devido ao período de menor desenvolvimento pelo qual o País passa. "Não vejo possibilidade de recuperação em curto prazo. O governo precisa mexer muito na economia, desonerar todos os setores e não alguns, fazer reformas trabalhista e fiscal", avalia. Em Londrina, o número de novas empresas vem caindo desde 2009. "Londrina passou esse tempo tentando resolver questões políticas, mas vamos entrar num ciclo diferente", conta Sudan. Ele acredita ser preciso atrair indústrias para melhorar a arrecadação. "Instituições e a Administração estão unidas por isso. Tem sido feito um bom trabalho que, apesar de ainda não ter tido êxito, é bem executado e vai dar resultado."

No JL foco está na saúde: UEL ganha mais prazo para abrir UTI. Decisão veio na justiça e, com isso, a unidade 3 - que traria mais 10 leitos de UTI na cidade - fica para depois. Diz a matéria que a nova unidade está inteiramente equipada e permanece fechada desde abril de 2012. Faltam profissionais para trabalhar.  “Mesmo com a decisão, não vamos diminuir o ritmo para viabilizar a abertura da unidade”, prometeu a reitora da UEL, Nadina Moreno.

Hoje recomeçam as sessões na câmara municipal. E o plano diretor é uma das tarefas principais a serem vencidas. Na próxima segunda-feira o prefeito vai apresentar os projetos complementares que faltam, em reunião marcada com vereadores e aberta a sociedade. O encontro será no Sincoval. Assunto está nos 2 jornais.

Dias atrás falamos que os supermercados são os líderes da "compra por impulso". Hoje matéria traz dados da Abras (Associação Brasileira de Supermercados), que estima crescimento de 3,5% nas vendas esse ano. O tal do supermercado é terrível, você vai para comprar só um negocinho que faltou e sai com as sacolas cheias!

E hoje começa a valer o cadastro positivo, a relação dos bons pagadores. As instituições financeiras já podem passar dados de quem anda em dia com as contas - desde que autorizado pelo correntista. Segundo o economista da Serasa Experian Carlos Henrique de Almeida, os bancos serão os maiores provedores de dados do mercado. "Os bancos têm o maior volume de informações dos consumidores", disse. A expectativa da Serasa é conseguir até o final do ano 7 milhões de pessoas com cadastro positivo. O superintendente do SPC Brasil, Nival Martins, disse que também é possível obter informações de clientes das empresas de energia elétrica e telefonia. "Mas os maiores fomentadores do crédito são os bancos", disse. Segundo ele, as pessoas ainda estão se acostumando com a ideia de terem seus dados no cadastro positivo. Uma nova cultura que começa a se formar.

A PR-445, na altura da UEL, terá radar para coibir o excesso de velocidade na marginal. Ele será instalado no sentido Londrina/Cambé e vai multar veículos que passem acima de 40 km/h. Objetivo é aumentar a segurança de trabalhadores da obra, do comércio e das indústrias locais enquanto segue a duplicação da rodovia estadual.

A greve dos aeroportuários segue pelo país, e no Paraná a capital, Londrina e Foz do Iguaçu estão entre as cidades que aderiram. Segundo o superintendente da Infraero em Londrina, ontem o aeroporto funcionou normalmente.

Para terminar, uma matéria do UOL dá dicas de como economizar, e sugere "pagar dízimo para si mesmo", entre outras ações. Link está abaixo.

Até amanhã!

UOL
Pagar dízimo a si mesmo e cortar restaurante: veja 10 dicas do Sr. Dinheiro

Folha de Londrina
País fecha semestre com 905 mil novas empresas - Número é 1,3% maior do que no mesmo período do ano passado e reflete desaquecimento econômico

Número de aberturas cai em Londrina

Abras mantém previsão de crescimento de 3,5% nas vendas em 2013

Cadastro positivo começa a valer hoje

Funcionários da Infraero no Paraná aderem à greve - Segundo dados da empresa, movimento não atrapalhou os voos programados para o Estado

Jornal de Londrina
UEL derruba liminar e adia abertura de nova UTI no Hospital Universitário - Unidade de Terapia Intensiva, com 10 leitos, está pronta desde abril de 2012. Segundo reitoria da universidade; entrada em funcionamento só depende do governador

Vereadores retomam sessões com foco no Plano Diretor - Aprovação das leis de Uso e Ocupação do Solo e Sistema Viário serão as prioridades do semestre. Vereadores também prometem apertar a fiscalização ao Executivo londrinense

Radar tenta inibir excesso de velocidade na PR-445 - Equipamento foi instalado próximo à UEL, para aumentar a segurança dos trabalhadores da obra de duplicação da rodovia