14/10/2021 10:01:22 Comércio de calçados e vestuário retoma crescimento, segundo Fecomércio

Fonte: Fecomércio

Os ramos de calçados e vestuário, os mais afetados pela pandemia em 2020, estão retomando gradativamente o volume de vendas. Segundo a Pesquisa Conjuntural da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio PR), o setor de calçados acumula alta de 23,63% no faturamento no período de janeiro a julho. As lojas de vestuário e tecidos somam elevação de 18,74% no acumulado do ano.

Na comparação com julho de 2020, o varejo calçadista cresceu 118,04% e o de vestuário teve ampliação de 94,17%. O inverno rigoroso deste ano aqueceu as vendas destes setores nos meses de junho e julho.

No ano passado esses segmentos amargaram perdas superiores a 30% no faturamento. A redução da renda das famílias ocasionada pela pandemia fez com que os consumidores priorizassem gastos em bens de primeira necessidade. Além disso, a imposição do isolamento social desmotivou a compra de roupas ou calçados novos, por exemplo, pois não haveria onde utilizá-los. O avanço da imunização da população e a redução no número de casos e mortes pela Covid-19 tem estimulado a volta ao trabalho presencial e a realização de eventos sociais, ocasiões que impulsionam a compra de itens de vestuário. O aumento da circulação dos consumidores nos estabelecimentos comerciais, motivada pela sensação de maior segurança trazida pela vacinação, tem auxiliado esses setores a retomarem as vendas, uma vez que são produtos com forte apelo visual, em que a visualização de uma peça em uma vitrine ou display incentiva o consumo.

As datas comemorativas do segundo semestre do ano também prometem impulsionar o movimento destes setores e do comércio em geral. Segundo a Pesquisa Conjuntural da Fecomércio PR, o Paraná acumulou, de janeiro a julho, alta de 13,78% nas vendas. Na comparação de julho de 2021 com o mesmo mês de 2020 o varejo paranaense registrou elevação de 14,37% nas vendas.