29/05/2017 08:07:03 Conhecimento, uma obsessão de oito décadas

Fonte: Revista Mercado em Foco - ACIL - Por Viviane Alexandrino

O conhecimento é uma fonte de oportunidades e estar capacitado se tornou um diferencial competitivo para empresas e empreendedores que buscam fortalecer suas marcas, expandir seus negócios e contribuir para o desenvolvimento econômico e profissional da cidade. Cada vez mais as organizações têm compreendido a importância de se investir em capacitação como elemento básico para o aprimoramento de competências e ser um diferencial de mercado.

Sob essa perspectiva, um dos compromissos da ACIL ao longo de sua história foi incentivar o desenvolvimento humano além do desenvolvimento econômico. Capacitar pessoas, oferecer conhecimento, fazer dos cursos e treinamentos um caminho para a competitividade e encorajar os empresários a enfrentarem as transformações do cenário econômico são tarefas que a instituição abraçou.

Ao longo deste tempo todo, já foram capacitados inúmeros profissionais nas mais diversas áreas, uma ação estratégica como ressalta a diretora de Serviços da entidade, Márcia Manfrin.

“Acreditamos que todo fundamento e força empresarial se estabelece a partir do conhecimento. Ao longo desses anos, temos desenvolvido e proporcionado aperfeiçoamento para inúmeros profissionais e associados sedentos pela busca de competência técnica, habilitação ao desenvolvimento de seus negócios e de uma maior competitividade”, explica a empresária. “Conhecimento e geração de valor à atividade proporciona, acima de tudo, negócios duradouros com desenvolvimento profissional”, conclui.

Márcia conta que, além de ofertar conhecimento, uma das preocupações da ACIL é com a qualidade das informações que são oferecidas e que o reconhecimento indica que o trabalho está sendo bem executado.

“Fundamentamos as ações com o foco em oferecer informações de qualidade e altamente relevantes para o mundo dos negócios e em contrapartida, recebemos de nossos associados o reconhecimento que estamos no caminho certo”, destaca.

Diferencial estratégico

Se aplicada de maneira satisfatória, a gestão do conhecimento apresenta potencial para a geração de resultados. Com isso, as empresas e empreendedores têm buscado a evolução do capital intelectual de seus colaboradores por entender a importância de se contar com profissionais qualificados. A ACIL se tornou uma aliada nesse processo.

Márcia Manfrin afirma que nunca foi tão importante desenvolver alternativas de inovação e respeito ao consumidor como na atualidade. E este respeito passa pelo viés do conhecimento, visão na qual a ACIL não mede esforços para investir.

“Em um ambiente altamente competitivo, com o cenário macroeconômico altamente desestabilizado, investir em conhecimento e domínio da informação em tempo real é o que vai diferenciar um dirigente empresarial. Quanto maior a competência técnica de um time, maior o potencial de geração de resultados. Vivemos em um jogo constante onde os mais fortes, treinados e mais capacitados serão os vencedores. Essa é a visão da ACIL que investe, desenvolve e promove conhecimento de qualidade para seus associados”, frisa a diretora.

Utilizando sua experiência no associativismo e o seu know how como empresária, Márcia Manfrin destaca que “investir em capacitação demonstra caráter e visão de negócio por parte dos dirigentes empresariais” e que as organizações não podem se esquecer de incentivar um dos principais ativos das corporações: as pessoas.

Para ela, a busca pela excelência, passa pelo aprimoramento do indivíduo, foco não deixado de lado pela ACIL em seus cursos e programas de capacitação.

“As empresas são formadas por pessoas e colocá-las no centro de tudo será um grande diferencial para as empresas que visam o sucesso e perenidade nos negócios. Inovar por meio do aprendizado coletivo de cada equipe é uma ferramenta de reconhecimento e aprimoramento que certamente gerará resultados. Só se alcança excelência com pessoas excelentes, processos definidos e com informação de qualidade. E isso vem do domínio da informação e do conhecimento técnico dos membros de uma equipe e de seus dirigentes”, finaliza Márcia.

Cardápio variado para o empreendedor

A ACIL está conectada com as demandas e atualiza constantemente sua oferta de capacitação de acordo com as tendências de mercado. A agenda de cursos e serviços é dinâmica, versátil e alguns dos programas da entidade são ofertados de maneira gratuita, atendendo desde o empresariado até quem está buscando novas oportunidades de negócios.

Alguns exemplos de marcas de sucesso da entidade é o Bom Negócio, o Empreender, o Fórum Mercado em Foco, a Semana de Empreendedorismo Digital e o Centro de Capacitação, que oferece uma agenda de treinamentos mensal com temáticas variadas para atender diversas áreas como gestão de Recursos Humanos, Finanças, Marketing, WEB, entre outras.

Mariana Bueno Reche, analista de Produtos e Serviços da ACIL, explica que o planejamento dos cursos oferecidos pela entidade é concebido minunciosamente para atender a cada necessidade das empresas.

“O planejamento da agenda é realizado conforme a necessidade das empresas, avaliação do cenário, estudo de mercado, pesquisa com participantes, tendências de mercado, etc. Todos os meses as temáticas variam dentro das áreas, desta forma, o Centro de Capacitação sempre atua para os diversos setores da empresa possibilitando atender necessidades específicas”, informa Mariana.

Em média são ofertados pelo Centro de Capacitação da ACIL aproximadamente 100 treinamentos e palestras ao ano com uma média de 1.200 pessoas capacitadas. Além disso, a ACIL preza pela credibilidade de seus treinamentos. A cada curso, palestra ou treinamento, a entidade preocupa-se em envolver pessoas de renome da cidade para dar relevância às ações.

Mariana destaca a contribuição do Centro de Capacitação da ACIL para a mercado de trabalho, cada vez mais competitivo e exigente, em que pessoas qualificadas alcançam resultados e a cidade ganha com o desenvolvimento.

“O Centro de Capacitação atua tanto com o objetivo de capacitar pessoas para o desenvolvimento de suas habilidades e que estejam mais preparadas para o mercado de trabalho, como para as empresas que em um cenário de competitividade necessitam de colaboradores com melhores desempenhos e mais preparados para executarem suas funções. Com isso, consequentemente, a cidade também se desenvolve”, destaca.  

Bom negócio

Solidez e expansão dos negócios. Estas são algumas das contribuições do programa Bom Negócio para as empresas e empreendedores que participaram do programa. Lançado em novembro de 2011, o Bom Negócio é uma oportunidade de desenvolvimento e conhecimento através de uma capacitação completa, eficaz e de fácil acesso para o empreendedor.

“Com o Bom Negócio, percebemos que os empreendedores alcançam solidez e conseguem buscar novos caminhos para expandir o seu negócio. Temos exemplos de empresas que começaram através do programa e hoje vendem para outros estados”, conta Valéria Furlan Sitta, analista de Negócios da ACIL.

Desde o seu lançamento, os números obtidos com o programa são expressivos. O Bom Negócio já contribuiu para a qualificação de cerca de mil empreendedores.

Utilizando-se da premissa de fomentar a economia local, o programa oferece capacitação em diversas frentes como gestão comercial, financeira e gestão de pessoas, por exemplo, e os empréstimos são concedidos a juros baixos para os empreendedores.

Programa Empreender

A troca de informações e a cooperação técnica para iniciativas que beneficiam o ambiente do segmento de forma transversal são os fundamentos do Programa Empreender, outro braço de qualificação que a ACIL dispõe.

O programa aproxima empreendedores que costumam se ver apenas como concorrentes antes da experiência. “Com o desenrolar das atividades de cada grupo, os empresários percebem que os problemas são comuns a todos e que as soluções podem ser buscadas em conjunto. Os encontros são focados e planejados em saber como o mercado funciona, sobre quais são os fatores que o afetam e como atuar neste contexto”, explica Valéria Sitta.

Em Londrina, o Empreender atende desde empresas de e-commerce até profissionais de coaching, passando por consultores empresariais, organizadores de eventos, profissionais da fotografia, proprietários de food truck, de imobiliárias, de donos de loja no aeroporto, de farmácias de manipulação e de comerciantes da rua Sergipe.