22/06/2017 16:08:33 Conversa com o presidente: Um impulso para os pequenos empreendedores

Segundo dados oficiais, a prefeitura de Londrina gasta cerca de R$ 450 milhões anualmente com alimentos, produtos de limpeza, combustíveis e outros insumos. O montante é expressivamente maior se considerarmos também as compras feitas na região por órgãos federais e estaduais. É um volume de dinheiro considerável e que hoje é repassado em grande parte para empresas de outras regiões e até de outros estados.

Desde 2010, a sociedade civil organizada estuda como mudar esta situação e como tornar pequenas e médias empresas locais mais ativas nos processos licitatórios.

Primeiro no âmbito do Fórum Desenvolve Londrina e depois através de uma articulação do Sebrae e de outras entidades, que esmiuçaram esta estável fronteira de negócios. A ACIL, por sua vez, por meio da Área de Negócios, oferece desde 2012 um bureau de informações que promove rodadas de encontros com empreendedores interessados em vender produtos e serviços aos governos.

Esta semana, participamos na Prefeitura, com imensa satisfação, do lançamento do programa oficial Compra Londrina, ação estratégica que ficará sob a alçada da Secretaria de Gestão Pública. É um grande passo para o setor de pequenas e médias empresas e uma conquista da sociedade civil, que nestes anos todos sempre acreditou na viabilidade deste arranjo.

Continuaremos a promover a articulação necessária para que as intenções do governo municipal se efetivem com o passar do tempo. E continuaremos a fiscalizar o andamento de todas as concorrências públicas na nossa região, de preferência com uma participação robusta das nossas empresas neste segmento.

 

Até a próxima,

 

Claudio Tedeschi,

 

 

Frase da semana:

 

“Pessimista é aquela pessoa que reclama do barulho quando a oportunidade bate à porta”.

 

Michael Levine (1954- ), escritor americano