20/11/2019 08:58:10 Dica Empresarial: Inovação ligada à criatividade

Fonte: Comunicação Lidere 2019

Quando em 2012, as sócias jornalistas Maria Eduarda de Oliveira e Tatiana Ribeiro, decidiram transformar em negócio um hobby, não imaginavam que uma paixão pela gastronomia pudesse leva-las para tão perto.  Isso mesmo! A ideia da dupla para o Baixa Experimenta, evolução do blog Baixa Gastronomia, sempre foi trazer para a realidade local uma visão diferenciada da cultura ao redor do que se come pelas ruas da Cidade. “O Baixa nasceu da vontade de criar experiências para o londrinense, essa é a nossa essência, queremos conectar as pessoas”, afirma Mari Eduarda. A dupla foi a atração do Palco Empreendedorismo durante os Talks Simultâneos do Lidere 2019.

Hoje, o site – www.baixaexperimenta.com.br – oferece aos navegantes não apenas informações sobre onde comer bem em Londrina. Através de parceiros comerciais, ele se transformou em um modelo de negócios que elas afirmam, estar sempre em evolução. Tatiana explica que o “Baixa” é sobre pessoas e hábitos e isso está em constante mutação. “Tudo ainda acontece de um modo quase artesanal, desde a escolha dos nossos clientes, o atendimento, até a proposta de produtos que podemos oferecer. Cada caso é único”, diz.

O Baixa Experimenta vai um pouco contra corrente por ser idealizado para atender a uma comunidade bem específica, aquela dos moradores de Londrina. “É segmentado e isso acaba sendo o nosso diferencial. Temos uma comunidade sólida e trabalhamos com um conteúdo local que é nossa força”, avalia Maria Eduarda. A dupla tem consciência que o ‘recorte’ pode ser abstrato já que estamos pisando no campo do ambiente do digital, localizado, no interior de uma cidade do Paraná. “Estamos sempre nos reinventando”, completa.

A dupla também segue fiel à inspiração original do projeto. “Os discursos de empreendedorismo podem der cruéis. Seguimos ouvindo a nossa voz interior, do que podemos entregar para o mundo e adaptar à nossa realidade”, conta. Tatiana que enxerga oportunidades para o negócio através de muito estudo e observação, tentando antecipar tendências e demandas do mercado. A criatividade, para as duas, é um músculo que precisa ser exercitado: “ela está em tudo e em todos. Nós buscamos a criatividade nos livros, filmes, conversando com as pessoas ou andando pela Cidade”, comenta Maria Eduarda.