31/01/2017 15:24:52 Diretora da Ancine se reúne com Núcleo Audiovisual do Programa Empreender

Fonte: Assessoria ACIL

O setor audiovisual brasileiro vai muito bem, apesar da crise econômica. E Londrina vem despontando nos últimos anos como um pólo regional de produção.

No ano passado, alguns produtores da cidade tiveram a iniciativa de criar o NAV, Núcleo Audiovisual de Londrina, integrado ao Programa Empreender da ACIL, que conta com apoio do Sebrae.O objetivo é organizar o setor e difundir nosso know-how para todo o País, divulgando a cidade como um ambiente viável e propício para futuras produções.

Pensando nisso o NAV, em parceria com entidades e parceiros, traz a diretora da Agência Nacional de Cinema (Ancine), Rosana dos Santos Alcântara.

Rosana irá participar de uma reunião com os integrantes do núcleo com o objetivo de apontar caminhos para alavancar o seguimento e ajudar a desenvolver parcerias que atuem nas questões políticas e estratégicas do setor.

O núcleo quer dar mais visibilidade para toda a cadeia local de produção audiovisual e também criar mecanismos de aprimoramento dos profissionais da área e aperfeiçoamento da gestão das produtoras.        

R$ 24,5 bilhões

Segundo pesquisa da própria Ancine, o setor gerou R$ 24,5 bilhões em renda para a economia do País em 2014, contra R$ 8,7 bilhões em 2007. A expansão beira 9% ao ano e vem acompanhada de um salto no volume de produções para cinema, TV e outras mídias, com aumento na oferta de empregos.

O setor superou, por exemplo, o valor adicionado pelo comércio de veículos automotivos, que foi de R$ 22,74 bilhões há dois anos, segundo o IBGE. Segundo a pesquisa da Ancine, a TV paga foi responsável pela primeira vez por mais da metade, ou quase 52%, do valor adicionado pelo audiovisual à economia.

 A TV aberta representa fatia também robusta, de 41,5%. A frente digital se destaca como a nova via de crescimento do setor. O Brasil já é o oitavo maior mercado em vídeo sob demanda no mundo, com estimativa de gerar US$ 352,3 milhões em receitas este ano. Isso representa um mercado duas vezes maior que o mexicano ou o triplo do tamanho do segmento argentino.

E os profissionais de Londrina não podem ficar de fora deste crescimento. Um bom indicador do prestígio do segmento é a nomeação do novo secretário  municipal de Cultura, Caio Cesaro, cuja vida profissional está ligada ao cinema.

Os setores de Tecnologia da Informação e de Games já estão bem consolidados. E a nossa produção audiovisual não para de crescer. Por isso a vinda da Diretora da Ancine pode representar uma nova e produtiva etapa neste círculo virtuoso.

Programa Empreender

Em ação desde 1999 na ACIL, o Programa Empreender já atendeu centenas de empresas dos mais diversos segmentos tendo como ponto de partida o associativismo. Na prática, a proposta é unir empresários de um mesmo setor, tornando parceiros os que antes se viam como concorrentes. Na busca de solução para problemas comuns, todos saem ganhando.

O Empreender conta com 12 núcleos ativos: Revendedores de Gás, Consultores Empresariais, Organizadores e Assessores de Eventos, E-commerce, Profissionais de Fotografia, Food Trucks, Imobiliárias, Audiovisual, Aeromais, Farmácias de Manipulação, Profissionais de Coaching e Nova Sergipe.

Serviço:

Local: Secretaria Municipal de Cultura (Rua Maestro Egídio Camargo do Amaral, 110, ao lado da Concha Acústica)

Data: 02/02/2017 (quinta-feira)

Horário: 16 horas