12/09/2014 00:00:00 Entidades se unem para recuperar Praça Dr. Jonas de Faria Castro

“A praça! A praça é do povo/Como o céu é de condor.”

(Castro Alves, em Espumas Flutuantes)

Por Paulo Briguet/Assessoria ACIL

Um café da manhã no Museu Histórico de Londrina, antiga estação ferroviária, marcou hoje o ato inaugural do Movimento pela Recuperação da Praça Dr. Jonas de Faria Castro, localizada entre as ruas Quintino Bocaiúva, Santos e Mossoró. O evento contou com a participação da ACIL, Associação Médica de Londrina, Prefeitura de Londrina, Câmara de Vereadores, UEL, Unifil, Construtora Graúna, Instituto de Estudos em Saúde Coletiva (Inesco) e Centro de Documentação e Pesquisa sobre Saúde Pública em Londrina “Dr. Dalton Paranaguá”.

O movimento nasceu por iniciativa de ex-alunas da primeira turma do Colégio Londrinense, entre elas Silvandira Ferraresi de Almeida, Kilda Gimenez e Paulina César. Os descendentes de Dr. Jonas, que moram em Curitiba, também aderiram o projeto. A ideia é unir esforços da comunidade para que a praça seja revitalizada e entregue até o dia 10 de dezembro, aniversário de 80 anos de Londrina. “Será mais um presente para a cidade”, diz o médico londrinense Márcio Almeida, um dos coordenadores do movimento, que também conta com apoio de comerciantes e moradores da região da praça.

Jonas de Faria Castro foi um médico pioneiro e fundador do Colégio Londrinense, antigamente localizado nas proximidades da praça que hoje leva seu nome. Frequentemente ele é confundido com seu filho, também médico e pioneiro, Jonas de Faria Castro Filho, conhecido como Dr. Joninhas, falecido em 2011. “Dr. Jonas teve grandes méritos com seu trabalho pela educação e saúde da população londrinense nas décadas de 30 e 40. Seu filho seguiu esse exemplo e também marcou época na história da saúde em Londrina”, afirmou Márcio Almeida.

Um dos objetivos do movimento é recuperar o busto em homenagem ao Dr. Jonas, que ficava na praça, tendo sido inaugurado em 1953, mas acabou sendo roubado em 2007. Segundo Márcio Almeida, a estratégia de unir as entidades locais servirá para que a Praça Jonas Faria de Castro volte a ser um local de convívio e lazer, fazendo jus à memória do médico pioneiro.

Se as palavras-chave para o exercício da medicina são cuidar e curar, nada mais justo do que cuidar da praça e curar a doença do esquecimento.

Os interessados em colocar com a revitalização da Praça Dr. Jonas Faria de Castro devem entrar em contato pelo fone (43) 3024-6221 ou enviar e-mail para inesco@inesco.org.br

A seguir, leia crônica do jornalista Wilhan Santin sobre o sumiço do busto de Dr. Jonas:
http://www.bonde.com.br/?id_bonde=1-31--29-20140903