06/11/2017 07:59:54 Lidere provoca reflexões sobre novo ambiente de negócios

Fonte: Revista Mercado em Foco - ACIL - Por Lúcio Flávio Moura e Susan Naime

Por dois dias, Londrina viveu uma sensação que só os grandes eventos empresariais do País conseguem transmitir. O Lidere, ápice da celebração dos 80 anos da ACIL, teve uma estreia acima das expectativas, com um público total de mil pessoas por dia, uma plateia inquieta e interessada, que assistiu palestras, percorreu trilhas de interação, participou de rodadas de negócios, visitou estandes, fez muito network e acompanhou painéis com assuntos que movimentam a cultura empreendedora contemporânea.

Ao todo, foram 25 atividades entre palestras individuais, palestras simultâneas, painéis, rodada de negócios e trilhas de interação. Na pauta, o trinômio Gestão, Inovação e Liderança.  “Nosso compromisso é preparar o empresariado para um mercado cada vez mais dinâmico, cada vez mais focado em inovação e mais preocupado em formar líderes conectados. Apresentar os novos modelos de gestão é um dos compromissos prioritários da ACIL”, afirmou o presidente Claudio Tedeschi no discurso da abertura do evento. Na solenidade estavam presentes o governador do Estado, Beto Richa, e outros líderes empresariais, entre eles o presidente da Faciap, Marco Tadeu Barbosa, e o presidente da Fiep, Edson Luiz Campagnolo.

Um grande salão sem barreiras físicas, com auditório, estandes e área para network formou um ambiente de interação que impressionou o público e os parceiros, especialmente os que fizeram questão de cravar sua marca na área de estandes. “Londrina precisava de eventos como o Lidere. Participamos de encontros como este em São Paulo e Brasília, e a ACIL acertou no modelo, o que deve motivar novos negócios”, comenta o gerente regional de mercado do Sicoob Norte, Mário Henrique Michelato.

“O Lidere é um marco. Estou há três anos na cidade e não tinha visto um evento parecido em que você pode encontrar empresários de vários ramos e atividades”, ressalta Cleber Gamberini, gerente da filial Londrina da Sancor Seguros.

Comodidade
Entre os participantes, muita gente lembrou da comodidade de poder se qualificar sem precisar se preocupar com viagens aéreas e hotéis. “Encontrei parceiros, fiz networking e no ano que vem a Algar quer ser parte integrante do evento”, diz Silvio Luiz Lozan, executivo de vendas da telecom. “Estava na hora de ter algo desse nível em Londrina. A maior parte desse conteúdo geralmente a gente buscava em São Paulo”, opina Mário Sérgio, diretor da Agiliza Recebíveis.

O sucesso da primeira edição, planejada durante mais de um ano, garantiu o Lidere como atração fixa e principal do calendário de eventos da ACIL. No ano que vem, o encontro será realizado entre nos dias 3 e 4 de outubro.

“Os padrões de eventos empresariais no interior do Estado serão redimensionados a partir do Lidere, tanto pela densidade no conteúdo quanto pelo dinamismo do formato”, defende Marco Kumura, diretor de Tecnologia e Inovação da ACIL e coordenador do Comitê Gestor dos 80 anos. Ele ressalta o acerto estratégico da realização para a entidade, lembrando o fato de que as vendas de ingressos, dos espaços dos expositores e das cotas de patrocínio fluíram além das expectativas.

“De imediato, é difícil dimensionar o valor do Lidere para a cidade. Mas nas conversas que tive com os gestores após o evento, eles disseram que iriam reunir a equipe para discutir como aplicar na rotina da empresa os conhecimentos adquiridos nestes dois dias. É exatamente isso que pretendíamos”, conta o superintendente da ACIL, Diego Menão.

Cardápio para todos os gostos! Confira um resumo do ambiente Lidere:

Trilhas de interação
O Conselho da Mulher Empresária da ACIL e a Fomento Paraná integraram a chamada trilha de interação, mecanismo que apresenta os conceitos e as ideias embutidas em produtos e serviços oferecidos ao mercado. Também lançaram mão do formato outros parceiros da ACIL na empreitada: Sebrae, Senai e Value.

Painéis
Foram duas mesas redondas. No primeiro dia, o tema foi Inovação e Modelos de Negócios. A mediação ficou por conta da Diretora de Serviços da ACIL, Marcia Manfrin. Líderes da Atlas Schindler, da Endeavor e da BMW participaram do debate. No segundo dia o tema foi cooperativismo. A mediação foi de Mario Nei Paccagnan, da Litz Estratégia e Marketing. O grupo de debatedores foi formado por líderes da Uniprime, da Sancor, Sicoob Norte e do Sicredi União PR/SP.

Rodada de negócio
O Sebrae coordenou uma rodada de negócios, prestigiado por 36 empreendedores. O mote da atividade era “Experiência em Inovação Empresarial”. Neste formato, as ideias são apresentadas em cada mesa por dois minutos, abrindo caminho para um intercâmbio de soluções que pode beneficiar qualquer participante.

Startups
Uma juventude cheia de energia e ideias também aportou no Lidere, com o Redfoot Open Innovation, evento que reuniu investidores e startups promissoras. No total, além dos painéis com cases de sucesso, foram apresentadas 30 ideias para investidores individuais, fundos e olheiros.

Palestras simultâneas
Além das palestras principais, uma das novidades que o Lidere trouxe para a região foi o palco simultâneo.  Três palestrantes falam ao mesmo tempo em canais de rádio e a plateia, com fone de ouvido, pode escolher qual conteúdo quer acompanhar. No total, seis palestrantes se apresentaram desta forma.

LIÇÕES DE SUCESSO
O Lidere recebeu alguns dos principais executivos e líderes empresariais do País. Confira um pouco sobre as lições que cada um deles compartilhou com os participantes do evento.

Walter Longo 
Publicitário e administrador de empresas com MBA na Universidade da Califórnia, Walter Longo é presidente do Grupo Abril, sendo responsável pelas operações de Mídia, Gráfica e Distribuição. É considerado um dos maiores especialistas em comunicação e interatividade do Brasil.

“O mundo mudou tanto nesses últimos tempos que nós precisamos rever os paradigmas que sempre serviram de norte para a nossa gestão. Certas certezas que sempre carregamos precisam ser revistas para aproveitarmos melhor as oportunidades. Trabalhamos muito com o conceito de permanência, e no momento está tudo efêmero e passageiro”.

Janete Vaz 
Janete Vaz é formada em bioquímica, com MBA em Gestão Empresarial pela Fundação Dom Cabral (FDC). Foi eleita por dois anos consecutivos como uma das Melhores Gestoras de Empresas do Brasil pela revista Valor Liderança por sua atuação à frente do Laboratório Sabin. Como empreendedora, integra o conselho de diferentes entidades.

“O diagnóstico [da crise] nós já temos. O mais importante é cada empreendedor entender o seu papel nesse momento e olhar para o que pode fazer. Trago como ingrediente mostrar como nós fizemos para ser uma empresa entre as melhores para se trabalhar: nossa filosofia é atrair, desenvolver, desafiar, reconhecer, recompensar e comemorar, colocando sempre as pessoas no centro da estratégia da empresa porque nós acreditamos que pessoas felizes produzem mais e melhor. Nosso propósito é gerar nos colaboradores a satisfação e a motivação para que eles possam encantar as pessoas, os clientes.”

Mário Gazin 
À frente de uma das maiores redes varejistas do Brasil, com 167 filiais em todo país, Mário Gazin é conhecido pelo estilo arrojado de liderança e pela visão estratégica, que fazem dele um dos empresários mais bem sucedidos do país.

“Toda mudança tem um ponto final e a crise é uma escola. Se prestarmos atenção, este ano encontramos muitas empresas com maior lucro do que em 2013 e 2014, por exemplo, porque se prepararam, pouparam, se organizaram. Daqui para frente estamos saindo da crise e é importante que as empresas continuem atuando como atuaram no cenário de crise, com cautela e cuidado. Hoje, muitos jovens querem trabalhar pouco, fazer menos, mas ganhar mais. Isso não é possível. O mercado precisa de quem se atualiza, faz pesquisas, coloca a mão na massa e faz a diferença”.

Martha Gabriel 
Martha Gabriel é uma das principais referências no mercado brasileiro quando o assunto é transformação digital, comportamento, tendências e inovação, realizando anualmente cerca de 150 palestras no Brasil e cinco no exterior. É autora do best seller Marketing na Era Digital.

“O público está digital, há uma mudança de comportamento e uma revolução tecnológica à disposição das empresas. O erro gravíssimo é quando as empresas não prestam atenção em seu público e nem nessa mudança. Empresas que não entendem o que as pessoas querem estão quebrando. Onde estão as novas oportunidades? O que você faz para melhorar a vida do seu público. Quem não se preocupar em evoluir em relação à atendimento, qualidade do serviço, estratégias digitais de conteúdo, está fadado ao fracasso”.

Ronaldo Tenório 
Publicitário e especialista em comunicação estratégica, Ronaldo Tenório soma mais de 10 anos de experiência em Comunicação e Marketing. É co-fundador e Diretor Executivo da Hand Talk, uma das startups mais premiadas do Brasil, que teve seu aplicativo eleito pela ONU o melhor app social do mundo. A plataforma traduz simultaneamente conteúdos em português para a língua brasileira de sinais. Tenório foi ainda eleito pela Folha de São Paulo o mais promissor Empreendedor Social no Brasil, pela Revista Forbes um dos jovens mais promissores do Brasil e eleito pelo Massachusetts Institute of Technology um dos 35 jovens mais inovadores do mundo.

“O Brasil é um excelente país para se empreender com negócios sociais porque tem muitos problemas para se resolver. Através da Hand Talk encontrei a possibilidade de deixar um legado e ao mesmo ter uma empresa sustentável. Hoje estamos solucionando problemas de milhares de brasileiros. Eu costumo falar que o conceito de sorte é a competência somada às oportunidades. As grandes soluções de inovação não saem apenas dos grandes centros”.

Galeria de Fotos

Janete Vaz
Janete Vaz
Mario Gazin
Mario Gazin
Martha Gabriel
Martha Gabriel
Ronaldo Tenório
Ronaldo Tenório
Walter Longo
Walter Longo