22/12/2014 00:00:00 Lixo e movimento fraco decepcionam comerciantes do centro perto do Natal

Fonte: JL

O último domingo (21) antes do Natal foi de gente nas ruas, mas com poucas vendas no comércio do centro de Londrina. Eram poucos os consumidores com sacolas de compras nas mãos, em um cenário ainda de muita “paquera” aos presentes. Se por um lado a decoração da Praça da Bandeira tenta dar um ar festivo ao espaço, por outro, nas proximidades do Teatro Ouro Verde, a sujeira espalhada no chão, a poucos metros das lixeiras, deixa o Calçadão com um ar de abandono.

Nas lojas, à exceção daquelas de comércio popular, o movimento era fraco. Em uma delas, segundo as vendedoras, era possível contar nos dedos o número de fregueses que já haviam passado pela porta da loja de celulares. “Nem olhando mais as pessoas estão. Devem estar deixando tudo, mais uma vez, para a última hora”, lamentou Juliana Silva.

Segundo ela, a chuva que caiu no início da tarde pode ter ajudado a afastar a clientela das lojas do centro. “O povo já gosta de ir ao shopping só para passear. Se está chovendo no centro, então, aí que vai ficar ainda mais lotado”, comentou.

Até a véspera do Natal as lojas ficarão abertas em horário estendido. Na segunda (22) e na terça (23) os estabelecimentos fecharão às 22 horas. Na quarta-feira (24), o comércio de rua ficará aberto até as 17 horas. São esses consumidores que a vendedora Fernanda Cristina espera encontrar nestes últimos dias antes das festas de fim de ano. “Até agora, o movimento está muito fraco. Se Deus quiser, nesta semana agora é capaz que dê uma recuperada”, avaliou.

Os shoppings da cidade também esperam um maior movimento nos dias que antecedem o Natal. Até a próxima terça-feira (23), Catuaí, Londrina Norte, Boulevard e Royal Plaza vão ficar de portas abertas até as 23 horas. Na véspera do Natal, quarta-feira (24), as lojas dos shoppings ficarão abertas até as 18 horas.

Entre os consumidores que resolveram fazer as compras no domingo, o colorista Erli Franco Lacerda aproveitou para se presentear. “Tem que aproveitar o comércio aberto. Comprei um sapato para mim, afinal é fim de ano e eu mereço um presentinho”, disse.

A dona de casa Lourdes Evaristo Nantes também aproveitou o domingo para sair às compras. “Não é presente não, é só uma lembrancinha para o pessoal de casa”, brincou. “É um dia a mais antes do Natal, e tem que ser hoje porque senão tudo fica corrido e não dá tempo para mais nada”.