15/03/2016 00:00:00 Mercado reduz inflação para 7,46%

Fonte: Folha de Londrina

Especialistas e instituições financeiras ouvidos pelo Banco Central reduziram a projeção para a inflação neste ano, mas voltaram a ver retração maior da atividade econômica brasileira, segundo Boletim Focus divulgado ontem. De acordo com a pesquisa, o mercado cortou de 7,59% para 7,46% a perspectiva para o IPCA (índice oficial de inflação) neste ano, em linha com a desaceleração do indicador registrada em fevereiro. Para 2017, a expectativa se mantém em 6%, no teto da meta estabelecida pelo CMN (Conselho Monetário Nacional) para o próximo ano, que é de 4,5% com 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo. Já a atividade econômica deve recuar 3,54% em 2016, contra projeção anterior de 3,50%. Para 2017, foi mantido crescimento de 0,50%. 

Os economistas cortaram novamente a projeção para o dólar neste ano. Agora, veem a taxa de câmbio encerrando 2016 a R$ 4,25, ante R$ 4,30 na semana anterior e R$ 4,38 há quatro semanas. A redução se dá em linha com o comportamento da moeda americana na última semana, após o dólar renovar seu menor patamar em seis meses. Em 2017, a perspectiva foi reduzida de R$ 4,40 na semana passada para R$ 4,34 nesta pesquisa. Em relação à taxa básica de juros (Selic), a expectativa é que encerre o ano a 14,25%, mesma previsão da semana passada. Para 2017, o mercado manteve a projeção de 12,50%.