02/09/2014 00:00:00 Movimento no aeroporto de Londrina é 12% maior até julho

Fonte: Folha de Londrina

Mais de 655 mil passageiros circularam pelo Aeroporto Governador José Richa, em Londrina, até julho deste ano, segundo dados da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero). O volume representa um aumento de 12,1% sobre a movimentação de 584 mil pessoas durante o mesmo período de 2013. Apenas em julho, entre embarques e desembarques, o aeroporto recebeu 99,6 mil passageiros, 6,9% a mais que no ano anterior. 

Marcus Vinícius Pio, superintendente da Infraero em Londrina, acredita que a movimentação tende a atingir um novo recorde este ano, chegando a 1,2 milhão de passageiros. "A tendência de crescimento vem de longa data, tenho acompanhado desde 2009; mesmo com uma leve queda em 2013, é uma tendência", afirma Pio. O recorde atual de passageiros aconteceu em 2012, com 1,098 milhão. 

O superintendente destaca a taxa de ocupação dos voos como outro dado positivo. O percentual de assentos ocupados vem se mantendo acima de 70% este ano na cidade, enquanto em 2013 passava pouco dos 60%. Em julho, o índice chegou a 74%. "Uma taxa acima de 70% é muito boa, quer dizer que os voos estão saindo e chegando lotados", ressalta Pio. 

As obras de ampliação que vão aumentar a capacidade da área de embarque e do saguão do terminal devem ser entregues até dezembro, segundo Pio. Com uma área de 1,2 mil metros quadrados a capacidade será de 840 passageiros simultaneamente. 

O engenheiro civil Bruno Henrique Reghin, 26, não costuma viajar com frequência, e ontem, antes de embarcar para Curitiba em uma viagem de trabalho, reparou na grande movimentação no saguão do aeroporto de Londrina. "A última vez que vim aqui estava bem mais vazio; notei que hoje está mais movimentado", confirma. 

As irmãs Sílvia, Luiza Helena e Silvana, acompanhadas da cunhada, Lourdes de Angelis, e da pequena Rihana, de três anos, embarcaram ontem no aeroporto rumo a uma estada de um mês em Paris. É a primeira viagem internacional de todas elas. "Estou pagando desde o começo do ano, só falta uma parcela", diz Sílvia, que tem uma filha morando na capital francesa. 

"É uma boa época para a viagem, vamos aproveitar o verão europeu", afirma Silvana. "Estou ansiosa, porque a gente não sabe a língua", completa Luiza. Para a atendente de enfermagem, viajar de avião ficou mais fácil nos últimos anos e, para destinos nacionais, é possível adquirir bilhetes por preços bem atrativos. "Já comprei passagem para Curitiba por R$ 27, mais barato que ônibus; tenho uma filha que mora lá, então, estou sempre de olho", relata. 

País
A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) divulgou ontem que 8,3 milhões de passageiros pagos foram transportados no mercado doméstico no mês de julho. Foi a maior quantidade para o mês nos últimos dez anos, com alta de 2,2% em relação a julho de 2013. No acumulado do ano, a quantidade de passageiros transportados cresceu 6,9%. 

Já a demanda do transporte aéreo doméstico registrou crescimento de 0,6% em julho, comparada ao ano passado. O cálculo considera o critério de "passageiros-quilômetros pagos transportados" (RPK). Com isso, a demanda doméstica completou dez meses consecutivos de crescimento, acumulando alta de 5,6% no ano. 

A demanda do transporte aéreo internacional de passageiros das empresas aéreas brasileiras registrou desaceleração em julho de 3,3% quando comparada a julho de 2013.