22/09/2014 00:00:00 Município recebe R$ 50 milhões para aeroporto e industrialização

Fonte: Guilherme Batista/Bonde

A Prefeitura de Londrina vai emprestar R$ 50 milhões do Governo do Paraná para retomar o processo de desapropriação dos terrenos localizados no entorno do Aeroporto Governador José Richa e realizar melhorias estruturais nos parques industriais do município. O dinheiro virá da agência Fomento Paraná ou do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE). A liberação será oficializada em solenidade marcada para a manhã desta terça-feira (22). 

Dos R$ 50 milhões, R$ 30 milhões serão utilizados no processo de desapropriação e R$ 20 milhões nos parques industriais. O presidente do Instituto de Desenvolvimento de Londrina (Codel), Bruno Veronesi, lembrou que as desapropriações foram suspensas em outubro do ano passado por falta de dinheiro. "A retomada do processo é passo importante para que a Infraero volte a investir no aeroporto", argumentou.

O município já desapropriou as áreas da face sul do aeroporto e vai usar os R$ 30 milhões do Paraná Cidades para desapropriar os imóveis da face norte. "A União precisa dos lotes para ampliar a pista do terminal e fazer a instalação do ILS", observou Veronesi. 

O presidente da Codel também ressaltou a importância da implantação de infraestrutura nos parques industriais. As áreas já foram doadas a empresas, que ainda esperam pelas melhorias para se instalarem nos locais. Muitas das áreas não têm asfalto, rede de energia elétrica e sistema de água e esgoto, por exemplo. "Vou me reunir com o (secretário de Planejamento, Daniel) Pelisson, para definir o que será feito com a verba estadual", explicou Veronesi, sem revelar detalhes. 

Ele destacou, ainda, que a prefeitura terá até dez anos para quitar o empréstimo com o Governo do Estado. "O valor se torna pequeno na comparação com a importância dos projetos", avaliou.