15/12/2017 08:36:11 Municípios do interior respondem por mais de 60% do PIB do Paraná, diz governo

Fonte: G1

Os municípios do interior do Paraná conquistaram, em 2015, participação recorde de 60,7% na formação do Produto Interno Bruto (PIB) do estado, de acordo com o Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico Social (Ipardes). Em 2014, a participação do interior foi de 60%.

Os dados do PIB foram divulgados nesta quinta-feira (14) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A Região Metropolitana de Curitiba (RMC) respondeu por 39,3% do PIB do Paraná em 2015, contra 40% no ano anterior. Curitiba ocupa, desde 2010, a quinta posição entre os maiores PIBs do país.

Conforme o Ipardes, os dados mostram também que houve crescimento da participação dos municípios com menos de 100 mil habitantes na economia do estado. Em 2010, essas cidades representavam 35,4% do PIB paranaense. Em 2015, a participação chegou a 38,1%.

PIB por município em 2015:

- Curitiba - R$ 83,8 bilhões

- São José dos Pinhais - R$ 22,7 bilhões

- Londrina - R$ 17,7 bilhões

- Maringá - R$ 15,4 bilhões

- Araucária - R$ 13,9 bilhões

- Foz do Iguaçu - R$ 12 bilhões

- Ponta Grossa - R$ 11,8 bilhões

- Cascavel - R$ 10,1 bilhões

- Paranaguá - R$ 7 bilhões

- Pinhais - R$ 5 bilhões

- Guarapuava - R$ 4,7 bilhões

- Paranavaí - R$ 2,1 bilhões

Na avaliação do diretor-presidente do Ipardes, Júlio Suzuki Júnior, a diversificação produtiva e a industrialização da produção agropecuária têm funcionado como propulsores dos municípios do interior.

“Muito também se deve à migração de investimentos para o interior, atraídos pelo programa de incentivos Paraná Competitivo, que favoreceu principalmente estes municípios”, afirma.

PIB per capita

Os municípios pequenos se destacaram no PIB per capita em 2015, segundo o Ipardes. O maior do estado foi o de Saudade do Iguaçu, no sudoeste do Paraná, com renda de R$ 114,1 mil por habitante.

O Ipardes aponta que a economia da cidade é fortemente influenciada pelas operações da usina de Salto Santiago, no Rio Iguaçu, que é uma das maiores do Sul do país.

Em seguida vem Araucária, com PIB per capita de R$ 104,5 mil, Indianápolis (R$ 86,4 mil), Cafelândia (R$ 82 mil) e São José dos Pinhais (R$ 76 mil).