12/08/2020 15:24:30 Núcleo Empresarial da ACIL e Prefeitura discutem o anel viário de Londrina

Fonte: Assessoria ACIL

O Núcleo de Desenvolvimento Empresarial da ACIL recebeu nesta terça-feira (11), em reunião virtual, representantes da Prefeitura de Londrina para discutir as prioridades para o anel viário da cidade com o fim da concessão dos pedágios no Paraná, previsto para 2021. 

Bruno Ubiratan, presidente da Codel, e Fábio Cavazotti, secretário de Gestão Pública, sugeriram a criação de uma comissão para acompanhar o processo de licitação das novas concessões de pedágio e participar das consultas públicas.

“Faltam menos de 200 quilômetros de duplicação para deixar Londrina com pista dupla até Porto Alegre e Rio de Janeiro, passando por Curitiba e São Paulo. Não podemos aceitar outro pedágio que não preveja a duplicação desses trechos”, comentou Fábio Cavazotti.

“A gente sabe a importância das duplicações. Londrina tem uma série de dificuldades de transporte terrestre e por isso não vem tanta indústria para cá”, argumentou Fernando Moraes, presidente da ACIL. 

“É muito importante que a gente cobre, pois fomos muito prejudicados nesta atual concessão”, ressaltou Gerson Guariente, do Sinduscon Norte/PR.

A ideia é unir forças entre o poder público e entidades da sociedade civil organizada para reivindicar a duplicação das principais ligações rodoviárias de Londrina.

Os contratos de pedágio no Paraná vencem em novembro de 2021 e as licitações devem ser feitas ainda no primeiro semestre do ano que vem.

O Núcleo de Desenvolvimento Empresarial da ACIL se reúne toda terça-feira e conta com representantes do Sebrae, Codel, Sincoval, FIEP, Sinduscon, Sindimetal, SRP, CEAL, Adetec e Fórum Desenvolve Londrina, entre outras entidades.