14/11/2019 12:39:30 Premiação aos colaboradores se tornou mais viável com nova lei trabalhista

Fonte: Assessoria ACIL

A nova legislação trabalhista está fazendo aniversário esta semana. São dois anos de vigência de uma mudança aguardada por muito tempo por quem empreende e gera empregos. O juiz federal Marlos Melek, um dos redatores do documento, esteve mais uma vez em Londrina para ministrar palestra sobre o assunto. O evento lotou o auditório da ACIL no Palácio do Comércio, uma plateia composta por lojistas, advogados, empresários e profissionais de RH. Na abertura, a vice-presidente da ACIL Marcia Manfrin saudou os presentes e enalteceu o interesse deles em se informar sobre as novas possibilidades oferecidas pela lei.

Desta vez, o magistrado catarinense radicado em Curitiba explorou o tema “Remuneração: Como Aumentar a Motivação e o Engajamento do Colaborador no Novo Cenário da Lei 13.467”. A palestra faz parte do projeto Papo de Gente & Gestão, da Coopercard. Em Londrina, contou também com o apoio da ACIL, da Sancor Seguros e da Folha de Londrina.

Melek classificou a oportunidade de remuneração extra sem gastos com encargos como “a grande revolução da reforma trabalhista”.  Para ele, as novas regras estimulam o pagamento de prêmios que incentivam a produtividade do colaborador.

O juiz federal tem percorrido o país para orientar os tomadores de decisão a utilizar este dispositivo da lei e acredita que em médio e longo prazo a remuneração variável irá predominar no mercado de trabalho.