29/11/2017 13:17:28 Presentes de Natal devem injetar R$ 130 milhões na economia de Londrina

Fonte: Assessoria ACIL

As compras de presentes para o Natal de 2017 devem injetar R$ 130 milhões em Londrina. O dado é resultado da pesquisa de intenção de consumo encomendada pela ACIL. Segundo a pesquisa, 57,3% dos londrinenses entrevistados pretendem gastar com presentes de Natal. O valor médio que cada consumidor deve gastar com o total de presentes é de R$ 535. Já o valor médio gasto por presente é de R$ 134. Dos entrevistados, 74,7% também informaram que pretendem gastar com alimentos e bebidas de final de ano. O valor médio gasto com esses itens é de R$ 344,57.

A pesquisa ainda revelou que 45,9% dos entrevistados irão presentear os filhos, enquanto 41,9% irão presentear pai/mãe e 26,7% comprarão presentes para o marido/esposa/companheiro.

Entre as opções de presentes que mais se destacaram no levantamento estão roupas/vestuário (70,9%), Brinquedos (30,8), Perfumaria (17,4%), Calçados (16,3%), Bijuterias e acessórios (10,5%), Relojoaria, Ótica e Joalheria (7,6%), seguido de itens como livros, eletrônicos, chocolates e alimentos, eletrônicos, eletrodomésticos, celulares e outros.

Sobre a forma de pagamento dos presentes, 58,7% dos entrevistados responderam que irão pagar à vista em dinheiro/cheque, 28,5% irão parcelar no cartão de crédito, 9,3% disseram que a opção será o cartão de débito e 8,1% responderam que farão o pagamento à vista no cartão de crédito. Dos consumidores que irão parcelar as compras no cartão de crédito, 38,8% responderam que farão em três vezes, 22,4% responderam duas vezes, 10,2% disseram seis vezes, 8,2% dos consumidores farão em quatro vezes, 6,1% responderam cinco vezes, e os demais farão o pagamento em mais parcelas.

A maioria das compras deve ser feita na região central de Londrina. 62,8% irão optar pelas lojas de rua do Centro, 48,3% responderam shoppings centers, 4,7% farão compras pela internet, 2,9% nas lojas de rua dos bairros da cidade, e os demais responderam galerias ou centros comerciais.

De acordo com o levantamento, 34,3% dos consumidores entrevistados farão as compras de presentes no período noturno, enquanto 29,7% sairão às compras na parte da tarde, 25% sairá pela manhã e os demais responderam na hora do almoço.

Já em relação a abertura do comércio no período da noite, 69,8% dos entrevistados disseram que o funcionamento das lojas em horário especial facilitaria as compras de presentes de Natal.

Outro dado importante é sobre a realização de atividades em espaços públicos de Londrina. 84,7% disseram que shows e outros tipos de atrações culturais são fatores essenciais para levar pessoas às ruas da cidade.

A pesquisa também levantou que dos consumidores entrevistados que recebem 13º salário (51,3%), 31,2% utilizarão o dinheiro para pagar dívidas, 29,2% irão guardar o valor, 11,7% responderam que irão gastar nas festas de fim de ano, 11% informaram que vão pagar os impostos de início de ano, 7,8% irão investir em viagem e os demais em compras de Natal.

Ainda segundo a pesquisa, os consumidores estão otimistas sobre sua situação financeira para 2018. 65% responderam que irá melhorar, 28% disseram que deverá manter igual e 7% acreditam que vai piorar. Já sobre a expectativa de melhora da economia de Londrina, 52,3% acreditam que irá melhorar, 35,7% acham que se manterá igual e 12% responderam que irá piorar.

Outra questão abordada pelo levantamento é em relação à prática de consumo. 67,3% dos entrevistados disseram que costumam voltar com algum tipo de compra em todas as vezes que saem às ruas para resolver algum tipo de situação.


A pesquisa foi realizada durante o mês de novembro pela Litz Consultoria.