25/06/2015 00:00:00 Recurso para desapropriação no aeroporto de Londrina é liberado

Fonte: Folha de Londrina

O empréstimo no valor de R$30 milhões, necessário para que a Prefeitura possa retomar a desapropriação na face norte do Aeroporto Governador José Richa, foi liberado. A administração municipal corria contra o tempo para conseguir concluir o processo antes do dia 14 de julho, prazo que expira o decreto de utilidade. De acordo com o presidente do Instituto de Desenvolvimento de Londrina (Codel), Bruno Veronesi, a Secretaria do Tesouro Nacional (STN) autorizou ontem pela manhã a contração do recurso, que virá a Londrina através do programa Paranacidade. 

"Com a autorização do empréstimo, o dinheiro fica disponível para Londrina, pronto para ser depositado na conta. Agora retomaremos o processo com as audiências de compra dos imóveis e depois cederemos o espaço à União. A partir daí, a Infraero poderá iniciar as obras no local". As audiências foram reagendadas para os dias 3 e 6 de julho, com convocação de 50 proprietários que terão seus imóveis desapropriados. 

Veronesi preferiu não vislumbrar um prazo para que a conclusão das obras no terminal sejam efetivamente concluídas. "Assim que cedermos o espaço à União, nossa participação no processo termina e fica sob responsabilidade exclusiva da Infraero. Temos um contrato que garante a conclusão total do projeto até 2019. No entanto, a expectativa é de que os projetos prioritários, como o sistema ILS, por exemplo, estejam prontos até 2016", disse. 

Além do tão aguardado sistema operacional ILS, a ampliação do terminal de passageiros e da pista do aeroporto também compõe o pacote de investimentos no local. Até 2019, a Infraero deverá investir R$ 80 milhões em melhorias no aeroporto.