21/10/2015 00:00:00 A dinâmica do varejo eletrônico e do varejo físico

Fonte: Assessoria ACIL


O tema “A dinâmica do varejo eletrônico e do varejo físico” abriu o segundo dia de palestras da Semana do Empreendedor Digital. O assunto foi abordado por Ricardo Cabianca, da Sépha Perfumaria,atualmente a segunda maior empresa online especializada na venda de Perfumes e Cosméticos Importados. 

O encontro proporcionou aos participantes entender o comportamento do consumidor e as peculiaridades do varejo online em relação ao varejo físico. Para Cabianca, inovar é hoje a palavra-chave para movimentar os negócios com sucesso, principalmente em um mercado tão dinâmico como o digital. “No varejo online também existe a crise e isso é facilmente notado com a mudança de comportamento do consumidor que passou a consumir menos ou consumir produtos com preços mais baixos. Por isso é fundamental conhecer quem é o seu consumidor, falar diretamente com ele, abusar da tecnologia e personalizar a sua loja. Dessa forma, certamente a empresa aumentará o retorno sobre o seu investimento”, ressalta.

Ricardo Cabianca desmistificou a percepção de que a loja online é mais barata que a loja física. “Na operação online precisamos de um número alto de funcionários. O ideal é que se tenha uma pessoa responsável em cada área. Se não for possível, recomendo um profissional para cuidar do Marketing, outra que foque em Mídia e uma terceira pessoa para a Tecnologia. O espaço para toda a logística da loja virtual também é diferente, é preciso uma estrutura adequada em espaços. E também somamos o custo de mídia – que não é pouco”, comenta.

Outras vantagens pontuadas pelo CEO da Sépha Perfumaria é o fato da loja online estar disponível 24 horas, todos os dias. “Basta uma conexão com a internet. Você pode falar com muita gente ao mesmo tempo, ter um alcance de público e regiões que a loja física não permitiria, entregar o seu produto para todo Brasil – para isso basta ter boas parcerias, com os Correios, por exemplo. E a loja online também tem mais oportunidades de fazer promoções para os seus clientes.

Mas os empreendedores do ramo digital também não estão livres das negatividades. “É preciso estar atento aos diversos tipos de fraudes. A logística de entrega também é primordial. Se você faz uma entrega errada, além de ficar sem o cliente também perderá o investimento da logística reversa. O consumidor de hoje está muito mais maduro”, alerta. “O empresário precisa colocar em prática a criatividade, a paciência e a coragem”, completa Cabianca.