História

Londrina era apenas um vilarejo recém-emancipado, sem infraestrutura, mas o futuro já se desenhava promissor. A ACIL nascia pressionada por uma infinidade de demandas, criada por um grupo de comerciantes, pequenos empresários e profissionais liberais que apostaram na união como caminho para a solução dos problemas comunitários.

No dia 5 de junho de 1937, assinaram a ata de fundação da entidade, então conhecida como Associação Comercial de Londrina - ACL . O eldorado de terras férteis já tinha sua voz forte para defender seus interesses.

CONQUISTAS

A história da ACIL é marcada por inúmeras causas, sempre tendo como destaque sua atuação voltada para o desenvolvimento do setor empresarial e da sociedade em geral. A primeira luta da então ACL foi pela ampliação no número de vagões disponíveis para escoar a produção do município e da região. A terra produzia muito e os trens tinham pouca capacidade. Reivindicação atendida.

Outra batalha dos primeiros tempos foi pela construção da ponte sobre o Rio Tibagi, ideia que não contava com a simpatia do governador-interventor. Depois de muita articulação e vigília, a ponte foi inaugurada.

Em todas as situações, a ACIL atuou com independência em relação aos poderes públicos. Não fosse assim, não teria a força que lhe foi conferida pela comunidade em questões que muitas vezes extrapolam o meio empresarial. Foi assim desde os primeiros dias. É assim até hoje.
 
VANGUARDA

A ACIL, ao longo dos anos, se consolidou como uma das mais modernas e atuantes entidades do setor produtivo do país. A entidade se destaca pela sua inclinação constante para a vanguarda na sua posição institucional e pela busca constante do atendimento às necessidades dos empresários, sempre implementando iniciativas de caráter coletivo e em benefício direto ao setor empresarial e à toda sociedade.

Ao longo da história a ACIL fomentou a discussão de inúmeros projetos, recebeu e realizou eventos marcantes, sempre no intuito de levar a uma cidade mais desenvolvimento e uma sociedade mais evoluída do ponto de vista cultural e econômico.

A ACIL E LONDRINA

Como entidade-cidadã, a ACIL também cumpre seu papel diante de questões importantes, mesmo que polêmicas, envolvendo a política, a economia e as administrações públicas. Jamais comportam qualquer interferência de interesses políticos de pessoas ou partidos. Não se furta em fazer críticas sistemáticas às ideias que ameaçam a livre iniciativa e o espírito democrático, como também apoiar iniciativas que beneficiem a coletividade. Esta é a forma de atuação da ACIL, uma entidade empresarial que tem seu DNA fortemente marcado para um olhar coletivo.