05/04/2016 00:00:00 Em Londrina, queda no número de inadimplentes acelera em março


O número de consumidores inadimplentes incluídos no Sistema de Proteção ao Crédito (SPC) em Londrina continua despencando em decorrência da baixa atividade econômica que afeta o comércio.

Em março, na comparação com o mesmo mês do ano passado, a queda foi de 18,09%, o maior índice do ano. Na comparação entre os primeiros trimestres de 2015 e 2016, a redução também foi acentuada, de 15,43%.

“Tal decremento no número de inadimplentes é explicado pela significativa queda nas vendas do varejo local – menos compras, menor inadimplência, portanto, um sinalizador preocupante para a economia local, embora possa significar também um potencial maior de vendas visto que aumenta o contingente de compradores a crédito”, analisa o consultor da ACIL, Marcos Rambalducci.

Em compensação, a porta de saída do SPC teve menos movimento que em março de 2015, com 1,51% de decréscimo nas exclusões. Na comparação trimestral, no entanto, o crescimento se mantém significativo, alta de 9,62%.

“Pode ser consequência da dificuldade em negociar ou quitar suas dívidas, mesmo considerando a revelada preocupação dos devedores em não estar com restrições de crédito em um momento de instabilidade econômica”, comenta Rambalducci, lembrando, contudo, que os números do trimestre mostram que o este início de 2016 ainda é melhor do que o de 2015.