25/11/2015 00:00:00 Núcleo na ACIL pretende profissionalizar ‘food truck’

Foi lançado na tarde desta quarta-feira, 25, o Núcleo Food Trucks na Associação Comercial e Industrial de Londrina (ACIL). Dezenove pessoas de 13 empresas se reuniram com a analista de negócios Valéria Sitta e a consultora empresarial Sheila Dal Ry para o pontapé inicial do que pode vir a ser a profissionalização do setor em Londrina. Como em todos os demais núcleos abrigados na ACIL, o objetivo é unir empresas do mesmo setor, para identificar problemas e criar estratégias de mercado comuns.

Food Truck pode ser definido como “cozinha móvel”, de dimensões pequenas, sobre rodas, que transporta e vende alimentos de forma itinerante. Assim como os tradicionais pontos de lanche, utiliza geralmente trailer, caminhonetes ou furgões adaptados. Importada dos Estados Unidos, essa modalidade de comércio chegou ao Brasil por São Paulo em 2013. E, em Londrina, no início deste ano.

O encontro desta quarta-feira reuniu empresários já em atividade e até quem ainda planeja abrir um negócio. É o caso de Paulo Umebayashi e Jersey Gogel, que estudam investir num food truck com cardápio diferenciado, “estilo goumert”, porém com preço acessível. “A ideia é servirmos porções de paella e sukiyaki, além de um sanduíche top”, conta Paulo, que é chef de cozinha e dará nome ao empreendimento: Chef P@ulo, com @ em lugar do “a”.

Para o sócio Jersey Gogel, participar do núcleo na ACIL é importante. “É extremamente positivo que uma entidade séria com a Associação Comercial esteja preocupada em profissionalizar um segmento novo, que está surgindo na cidade”, ele acredita. “É fundamental que se crie parâmetros para este novo negócio.”