28/01/2016 00:00:00 Conversa com o presidente - O caos e o otimismo

O empresário londrinense – e eu sou um deles – tem o otimismo na veia. Isso talvez explique a pesquisa que a ACIL fez imediatamente após o Londrinatal, quando 56,1% dos lojistas disseram que, para 2016, a expectativa é de que as vendas vão melhorar, embora em outubro já tivéssemos a previsão de que o PIB será negativo neste ano.

E como explicar o otimismo diante da quase certeza de que o País vai empobrecer?

É justamente este o ponto positivo. Ao contrário de 2015, todos já sabem que não vai ser um ano fácil. A inflação passou de 10% ao ano. A estimativa de retração do PIB, que era de 1%, passou para 3,5%. A crise política se arrasta, enquanto a economia patina.

O fato é que todos estão precavidos. Saber a dureza que será 2016 nos dá subsídios para que tenhamos uma gestãoaindamais austera, participativa, com vistas a suportar os desafios diários que uma retração econômica nos impõe e que tenha a união como fator fundamental no nosso dia a dia.Isto fará toda a diferença este ano.

 

Até mais,

Valter Orsi

 

FRASE DA SEMANA

“A melhor maneira de nos prepararmos para o futuro é concentrar toda a imaginação e entusiasmo na execução perfeita do trabalho de hoje”.

(Dale Carnegie, escritor americano, 1888-1955)