01/07/2016 00:00:00 O ‘pulo do gato’ no negócio de uma jovem empreendedora

Fonte: Assessoria ACIL

Um belo casarão, uma excelente localização, muito estilo e um ambiente para lá de agradável para os clientes.  Qualquer análise isenta vai prever um futuro promissor para o negócio da jovem empreendedora Rachel Sacca Prado, de 30 anos.

O Studio Jardins, salão de beleza localizado na Rua Piauí, centro de Londrina, tem espaço e potencial de sobra para dar um salto e ganhar mais e mais clientes nos próximos anos. “Tenho muita confiança que vamos aumentar a clientela e que poderemos atender todos com conforto sem precisar investir em outro local”, prevê Rachel, que nem sequer gosta de falar a palavra crise e que está trabalhando “toda animada” na preparação de uma ala exclusiva de atendimento às noivas.

Os 400 metros quadrados disponíveis estão estruturados graças a um investimento bem planejado, que contou com o apoio da linha de financiamento Banco do Empreendedor Microcrédito, na modalidade “Investimento Fixo”, da Fomento Paraná, instituição financeira do governo estadual que atua em Londrina em parceria com a ACIL.

Rachel procurou a Fomento após ser orientada em um curso de gestão financeira no Sebrae. “Ainda estava no antigo endereço e já havia decidido buscar outro imóvel maior para transferir o salão. Foi quando solicitei o crédito e os recursos foram liberados na hora exata”, conta a empresária, que procurou o ponto de atendimento instalado na ACIL. “Foi tudo fácil, tranquilo, sem imprevistos”, elogia.

Com o crédito, foram adquiridos uniformes para os colaboradores, móveis, equipamentos, tapeçaria e letreiros. Os recursos foram suficientes ainda para uma pequena reforma na parte hidráulica e elétrica do sobrado.  “Ficou tudo com cara de novo, moderno. Era o que eu mais queria”.

A empresária está tão satisfeita com a operação junto a Fomento que faz planos para um novo financiamento. “Quero trocar o restante dos móveis, equipar mais o salão, investir na área externa do imóvel e conseguir um montante para o capital de giro”, conta.

Nascida em Rolândia, Rachel vive em Londrina “desde sempre” e descobriu seu talento para o segmento de beleza ainda menina, quando já se interessava por maquiagem. Começou como empreendedora faz cinco anos, na mesma região e segmento, funcionando em 75 metros quadrados, cada vez mais insuficientes à medida que a clientela aumentava.

Hoje, ela dá trabalho a um grupo de nove pessoas, incluindo recepcionista, cabeleireiros, manicures, maquiadores, podóloga, designer de sobrancelha e depiladora. Com o impulso dado pela Fomento através da ACIL, ela tem expectativa de dar o “pulo do gato” nos negócios. “Espero que o faturamento aumente 30% em relação ao que tínhamos no salão antigo”, afirma Rachel, sem receio de crescer, gerar mais renda e criar novos postos de trabalho.

Condições para obter este tipo de crédito

Rachel recorreu ao chamado Banco do Empreendedor Microcrédito – Investimento Fixo, que contempla construção, reforma, equipamentos, móveis, construção de sites, aquisição de softwares, entre outros. O limite de aporte deste produto da Fomento é R$ 20 mil, com prazo máximo de 36 meses e taxa de juros entre 0,67% e 1,13%.