04/01/2016 00:00:00 Inadimplência em Londrina cai 8,74% no último mês do ano

Fonte: Assessoria ACIL

Uma parte dos consumidores londrinenses preocupou-se em quitar suas dívidas no fim de 2015. Os dados do SPC ACIL apontam que desde outubro do ano passado aumenta o número de consumidores que ‘limpam’ o nome quando comparado com o mesmo período do ano anterior.

Em novembro, 8,28% a mais de pessoas conseguiram sair da lista de inadimplentes quando comparado ao mesmo mês de 2014 e dezembro repetiu este bom indicador com 8,74% a mais de consumidores voltando a ter possibilidade de compras a crédito quando comparado ao mesmo período de 2014.

No entanto, o acumulado do ano ainda é negativo em 1,94% na comparação com 2014. “Isso é muito em decorrência da grande inadimplência ocorrida entre janeiro e fevereiro, quando, respectivamente, 13,5% e 11,2% menos consumidores conseguiram retirar seu nome do cadastro de proteção ao crédito”, explica o consultor econômico da ACIL Marcos Rambalducci.


Inclusões

Revertendo a tendência apontada pelos dados em relação ao mês de novembro, quando o percentual de inclusões de nomes no Sistema de Proteção ao Crédito caiu em 15,7%, o mês de dezembro voltou a mostrar elevação de 10,81% neste indicador se comparado ao mesmo período de 2015, segundo números do SPC ACIL. No acumulado do ano a inadimplência aumentou 3,99% na comparação com 2014.

Para Rambalducci, a crise econômica contribuiu para o aumento de inclusões no SPC. “Tal comportamento revela a dificuldade de uma parcela de consumidores em honrar os compromissos assumidos na medida em que perdem poder de compra frente a uma inflação na casa dos dois dígitos, elevação nos juros e perda do emprego”.