30/09/2014 00:00:00 Candidatos participam hoje de último debate

    Fonte: JL

A RPCTV realiza hoje à noite, depois da novela Império, o último debate entre os candidatos ao governo do Paraná antes do primeiro turno das eleições. O encontro é considerado o último fato relevante antes das eleições, já que o horário eleitoral para os candidatos a governador acaba amanhã – o último dia de propaganda no rádio e na televisão é quinta-feira, com os programas dos presidenciáveis. A importância do debate pode ser medida pela forma como os candidatos organizaram as suas agendas para hoje: poucos compromissos e muito tempo dedicado à preparação para o evento, conforme as agendas divulgadas ontem à tarde.

De acordo com o jornalista Adailton Barros Bittencourt, coordenador da cobertura eleitoral da RPCTV, serão cinco blocos, quatro com perguntas feitas entre os candidatos e um para as considerações finais. O debate começa após a novela e vai até a 1 hora de amanhã. Sete dos oito candidatos a governador devem participar. O critério utilizado pela RPCTV foi o de candidatos cujos partidos tenham representação no Congresso Nacional. Com base nesse critério, Rodrigo Tomazinim (PSTU) ficará de fora.

Conforme Bittencourt, dois blocos serão de perguntas com tema livre, à escolha dos candidatos, e os outros dois blocos terão tema determinado, definidos pela produção. Entre os temas estão saúde, segurança, educação, pedágio, duplicações de rodovias e contratação de professores. “A expectativa sempre é por um debate de ideias, por apresentação de projetos para o desenvolvimento do Estado e que possa trazer esclarecimentos para o cidadão”, declarou Bittencourt. “Pedimos que as diferenças pessoais e políticas sejam deixadas de lado e que todo e qualquer tipo de questionamento e embate acalorado seja em torno das ideias.”

Diretor do Instituto Paraná Pesquisas, Murilo Hidalgo considera esse o “último grande evento da campanha eleitoral”. “Com certeza esse debate definirá as eleições. Salvo se a bala de prata anunciada pelo Roberto Requião (PMDB) for um fenômeno”. Segundo ele, desse debate entre os candidatos sairá “a última cartada para o [governador] Beto Richa (PSDB) tentar ganhar no primeiro turno ou para a oposição levar a decisão para o segundo turno”. “Depois disso não tem mais nada.”


Em Londrina

Enquanto os candidatos se preparam para o confronto desta noite, na televisão, o Movimento Nacional dos Direitos Humanos (MNDH) tenta organizar junto com a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) um debate temático sobre direitos humanos. O evento está marcado para às 19 horas de amanhã, na sede da APP-Sindicato, na Avenida JK. De acordo com Carlos Henrique Santana, do MNDH, apenas os candidatos Gleisi Hoffman (PT) e Rodrigo Tomazini (PSTU) confirmaram presença até agora.