18/10/2017 15:30:12 Carta aberta ao governo federal: Basta de penalizar o contribuinte!

A ACIL repudia a intenção do governo federal de ampliar as alíquotas do PIS e da Cofins para compensar a perda de arrecadação provocada por recente decisão do Supremo Tribunal Federal  - os ministros decidiram impedir a inclusão do ICMS na base de cálculo destes dois tributos.

 Acreditamos que a eventual perda de receita deveria ser enfrentada com corte de despesa equivalente. Ao transferir a responsabilidade do sacrifício para a sociedade, o governo  demonstra insensibilidade com o setor produtivo e age com inconsequência neste momento no qual os primeiros sinais de retomada da atividade econômica já são sentidos.

 As eventuais distorções no sistema tributário vigente não devem ser corrigidas com a majoração de percentuais para compensar as perdas na arrecadação predatória.

Caso se confirme, o aumento das alíquotas irá penalizar industriais, lojistas e consumidores e resultar na piora das perspectivas macroeconômicas. É tudo o que o Brasil não precisa na atual conjuntura.

Ainda confiamos na razoabilidade dos líderes da equipe econômica e esperamos que eles reconsiderem o teor desta proposta.

Basta de intervenções equivocadas na economia!

Basta de falsas soluções simplistas!

Basta de desrespeito a quem gera renda e emprego!

A sociedade não tolera mais se sacrificar por um Estado perdulário e ineficiente!

 

Sem mais,

 

Associação Comercial e Industrial de Londrina