23/02/2012 00:00:00 cei da educacao quem dara o cheque mate

O líder de Executivo na Câmara, Jairo Tamura (PSB), e o advogado João Gomes dos Santos Filho acabaram de protocolar uma solicitação de proporcionalidade de partidos caso seja instalada a CEI da Educação.

"Eu sempre disse que ainda que seja um jogo político ele tenha o mínimo de dignidade. Estou que seja observada na possível formação da CEI a representatividade partidária como está previsto no Regimento Interno desta Casa", explicou o criminalista.

O advogado mencionou tem seus cálculos aritiméticos, mas não quis adiantar. Segundo ele, seria um desrespeito aos vereadores. "O movimento um eu já fiz. O movimento dois é com eles", frisou.

Paralelamente, o ex-líder do Executivo, Sebastião dos Metalúrgicos (PDT), deve apresentar uma emenda sugerindo a inclusão da merenda escolar na CEI que remontaria a administração passada do petista Nedson Micheleti.

Na opinião do petebista Rony Alves, autor do pedido de instalação da CEI, tanto a proporcionalidade quanto a possível inclusão da merenda são formas de tumultar a investigação e exaurir a Oposição.

"Nós esperamos que o plenário seja conciso e firme, mantendo três membros na Comissão. Até porque, toda vez, que só muita gente no mesmo grupo existe mais barulho que trabalho", arrematou Alves que é favorável à investigação separada da merenda escolar.