20/02/2019 09:13:28 Dormir bem, que mal tem?

Da Redação - Revista Mercado em Foco - ACIL

 

Mesmo parecendo ser algo comum, não são todas as pessoas que conseguem dormir as 7 ou 8 horas de sono, recomendadas por especialistas da área de saúde. Vários problemas como estresse e ansiedade podem ser prejudiciais, causando as temíveis insônias. Para alguns, conseguir “desligar” os pensamentos na hora de dormir não é tão simples quanto parece. A mente não consegue parar de pensar no trabalho que precisa ser terminado, na reunião com o chefe no próximo dia ou até mesmo nos problemas familiares.

Para o neurologista Gustavo Fróes, esses quadros, quando não tratados, podem evoluir para algo mais sério. “A insônia é um sintoma causado pelo estresse ou ansiedade, que quando não tratado pode levar a um comprometimento cognitivo devido a falta de sono adequado”, afirma.

Segundo Fróes, enrolar para levantar, assistir televisão ou jogar videogame na cama, por exemplo, são atitudes que “ensinam” o nosso organismo que a cama não é um lugar exclusivo para dormir e descansar. Se esses hábitos já prejudicam a qualidade do sono de uma pessoa sem insônia, para alguém que sofre com esse problema, prolongar o tempo sem necessidade na cama pode causar ainda mais ansiedade.

Algumas dicas podem ajudar a superar a ansiedade noturna. É o caso da meditação, que ajuda a esquecer as preocupações do dia a dia; técnicas de respiração, onde a expiração está ligada ao lado calmante do sistema nervoso, diminuindo a ansiedade. Mas caso não consiga dormir em vinte ou trinta minutos, o ideal é se levantar e ir para outro cômodo, assim o corpo não associará ficar na cama a estar acordado.

Se pensar nos problemas for inevitável, lide com eles. Levante e comece a escrever tudo aquilo que lhe incomoda e depois jogue fora o papel, assim toda a tensão será liberada. Por mais simples que pareçam, quando essas dicas se tornam hábitos, podem melhorar significativamente a qualidade do sono. Mas vale lembrar que nesses casos o melhor a se fazer é procurar um profissional da área para fazer um acompanhamento.

 

Sono x Produtividade

Ter uma boa noite de sono, além de reparar nossas energias e preparar o organismo para o próximo dia, tem vários outros benefícios como a liberação do hormônio GH (hormônio do crescimento), que ocorre durante o sono mais profundo (REM).

Quando há privação do sono, os níveis de cortisol (hormônio do estresse) e grelina (hormônio da fome) aumentam e, por outro lado, os níveis de leptina (hormônio da saciedade) diminuem, o que causa uma desordem na saúde da pessoa.

“É importante ter um ambiente adequado para o sono, escuro e silencioso, evitar comer, beber e fazer exercícios uma hora antes de dormir. São conselhos que todos deveriam seguir para ter uma melhor qualidade de sono”, recomenda o neurologista Gustavo Fróes.

O especialista lembra que passar o dia todo cansado, sem ânimo e sem energia pode dificultar o cumprimento de prazos no trabalho, encontros com amigos, relações familiares e desempenho acadêmico, e tudo isso tem uma causa, o sono. Ou melhor, a falta dele. “Quando não temos uma noite de sono reparador e essa situação se prolonga, a falta de disposição vai comprometer o nosso dia a dia, afetando nossa produtividade. O mais importante é ter uma rotina, da mesma maneira que temos uma rotina com o nosso trabalho, devemos ter com o nosso sono. É preciso entender que quando chegamos em casa, é o momento de descansar”.

 

Confira algumas dicas para melhorar a qualidade do sono e a disposição no dia a dia:
 

Respeite o horário de ir dormir: tente dormir e acordar sempre na mesma hora, assim seu corpo irá se programar com esses horários.

Temperatura: A temperatura ideal para um sono de qualidade fica entre 16° e 20° C. Temperaturas muito altas causam um sono agitado.

Ambiente escuro: A melatonina (hormônio do sono) só é produzida quando estamos em ambientes escuros e nos induz ao sono. Quando estamos deitados para dormir e ficamos no celular, notebook ou tablet, nosso cérebro interpreta como se ainda fosse dia e não começa o processo para descansar (produção de melatonina), atrapalhando o sono. Portanto, crie um ambiente totalmente escuro para que o cérebro entenda que é hora de dormir.

Evite bebidas estimulantes depois das 17 horas: A partir das 17 horas tenha preferência por bebidas que favoreçam o sono como um copo de leite morno ou uma taça de vinho tinto.

Planeje suas tarefas: Antes de dormir, planeje o que precisará ser feito, assim dormirá mais tranquilo e melhorará sua produtividade tendo um roteiro para seguir.

Evite o botão soneca: Programar sonecas de minutos em minutos, faz com que levantar da cama se torne mais difícil, o que atrapalha a disposição e suga todas as energias. Quando o despertador tocar, levante.

Tome banho: Tomar um bom banho assim que acordar ajuda o corpo a despertar com mais facilidade, preparando-o para todas as suas atividades diárias.

Pratique atividades físicas: Praticar atividade física mantém o corpo e a mente acordados, então praticá-los pela manhã é uma boa maneira de melhorar a disposição, além de ajudar a acelerar o metabolismo.

Defina uma meta: As metas são sempre bem-vindas. Elas propõem um desafio e por consequência aumentam a produtividade.