14/08/2015 00:00:00 Londrina terá centro de pesquisas de uma das maiores cooperativas do mundo

Fonte: Jornal de Londrina

A cooperativa francesa Limagrain anunciou nesta quinta-feira (13) que vai instalar um centro de pesquisas em Londrina. A expectativa é de que as obras para a sede – voltada para estudo de sementes de milho e trigo – sejam iniciadas até o fim deste ano.

Com investimento previsto de R$ 4 milhões, a nova unidade será erguida na PR-445, na saída para Curitiba. Com faturamento anual de 1,4 bilhão de euros, a Limagrain é a quarta maior cooperativa do mundo em genética vegetal, atuando em 38 países.

De acordo com comunicado divulgado pela Prefeitura de Londrina, a escolha da cidade pela empresa da França levou em consideração a existência de infraestrutura adequada, com a presença de várias instituições de ensino superior e de institutos de pesquisas na área, como a Embrapa e o Iapar.

“A Limagrain traz a Londrina um centro de pesquisas de alta tecnologia na seleção e no desenvolvimento de tecnologia agrícola, o que reforçará as pesquisas nesta área e gerará empregos vinculados ao conhecimento e inovação”, explicou o prefeito Alexandre Kireeff, em entrevista ao site do Município.

Contratações

Segundo o presidente do Instituto de Desenvolvimento de Londrina (Codel), Bruno Veronesi, a empresa deve empregar 140 pesquisadores em biotecnologia avançada, começando com a contratação de 27 profissionais.

“A Limagrain é a marca líder em qualidade e vendas na Europa e colocará o nome de Londrina no mapa mundial de pesquisas em melhoramento de milho e trigo, além de trazer para a cidade salários de alto valor agregado e a consolidação das pesquisas em biotecnologia avançada”, explicou Veronesi.

No Brasil, a Limagrain já conta com centros de pesquisa em Goiânia (GO), Sorriso (MT) e Cruz Alta (RS).