09/09/2020 09:15:45 Expectativa de contratação melhora para o 4º trimestre, revela pesquisa do ManpowerGroup

Fonte: G1

Pesquisa de Expectativa de Emprego do ManpowerGroup mostra que, apesar de a expectativa de contratação para o quarto trimestre de 2020 no Brasil ainda ser negativa (-3%), houve uma melhora de 11 pontos percentuais em comparação ao 3º trimestre de 2020 (-14%). Além disso, 14% dos entrevistados esperam retornar aos níveis de contratação pré-Covid nos próximos três meses, enquanto para 28% dos empregadores, a expectativa é de retorno em um período superior a um ano. Foram ouvidos 607 empregadores brasileiros entre os dias 15 e 28 de julho.

Ainda de acordo com o levantamento, 11% dos empregadores sinalizam que devem contratar no próximo trimestre, 67% não pretendem alterar o quadro de funcionários, 17% esperam reduzir o número de colaboradores e 5% ainda não têm uma resposta definida.

O indicador de empresas que têm intenção de contratar aumentou em 4 pontos percentuais em relação ao trimestre anterior. Já o índice dos que pretendem demitir teve uma redução de 4 pontos percentuais também, sinalizando uma recuperação no último trimestre de 2020. Os que não pretendem alterar o quadro de funcionários teve alta de 6 pontos percentuais.

Setor de serviços prevê melhora

De acordo com a pesquisa, três dos oito setores pesquisados preveem aumento nas contratações para o próximo trimestre. O destaque fica para Finanças, Seguros & Imobiliário, com projeção de +12%, seguido por Serviços, com +3%, e Transporte & Serviços Públicos, com +2%.

Já os empregadores do Comércio Atacadista e Varejista têm expectativa de um período com o mercado de trabalho mais fraco, relatando intenção de contratação de -16%. Administração Pública & Educação foi o único segmento a registrar queda em relação ao 3º trimestre de 2020, com uma expectativa de -9%, a perspectiva mais fraca do setor desde o início da pesquisa em 2009. Veja abaixo:

  • Administração Pública & Educação: -9%
  • Agricultura, Pesca & Mineração: -3%
  • Comércio Atacadista & Varejista: -16%
  • Construção: -2%
  • Finanças/Seguros & Imobiliário: 12%
  • Indústria: -6%
  • Serviços: 3%
  • Transportes & Serviços Públicos: 2%

Paraná é o mais otimista

Em nível regional, a projeção mais otimista novamente foi apontada pelos empregadores do Paraná, com uma expectativa de aumento de 2%, crescimento de 8 pontos percentuais no comparativo com o 3º trimestre de 2020. O maior crescimento foi apontado em Minas Gerais, 15 pontos percentuais em relação ao trimestre anterior, deixando o estado com expectativa de 0%. O Rio de Janeiro, com queda de 12%, apresenta o cenário mais pessimista, apesar do aumento de 5 pontos percentuais em relação ao trimestre anterior. A Grande São Paulo teve índice de -4%, aumento de 8 pontos percentuais.

Micro e pequenas empresas são as mais pessimistas

O levantamento aponta aumento na intenção de contratação em relação ao trimestre anterior nas quatro categorias por tamanho de organização. O melhor indicador foi registrado pelos empregadores de grandes empresas, que têm projeção de +13% de contratações nos próximos três meses. Médias empresas apresentaram uma previsão de -1%, 15 pontos percentuais de crescimento em relação ao trimestre anterior. O cenário mais pessimista foi detectado para pequenas empresas, com expectativa de -16%, apesar do acréscimo de 2 pontos percentuais em relação ao trimestre anterior. As microempresas também apresentam pessimismo, com expectativa de -10%, apesar do aumento de quatro pontos percentuais em relação ao 3º trimestre.

Para Nilson Pereira, CEO do ManpowerGroup Brasil, o fato de 67% dos entrevistados apontarem que não pretendem fazer alterações no quadro de funcionários mostra que essas empresas têm a expectativa de uma retomada e estão buscando manter seus talentos.

“A recuperação do setor de construção que, apesar de ainda estar negativo, apresentou uma evolução de 13 pontos percentuais, é um indicador promissor, pois é um segmento que alavanca a economia e, consequentemente, ajuda na aceleração do retorno das contratações, diz.

Ranking global

O ManpowerGroup entrevistou mais de 38 mil empregadores em 43 países e territórios para estimar as expectativas de contratação no quarto trimestre de 2020. Em 22 dos 43 países e territórios pesquisados, os empregadores relatam uma expectativa de aumento nas contratações até o final de dezembro de 2020. Em 16 países e territórios, os empregadores preveem uma redução na força de trabalho, e outros cinco estimam um mercado de trabalho sem alterações.

O ritmo de contratações mais forte é esperado em Taiwan, Estados Unidos, Turquia, Japão e Grécia, enquanto as intenções mais fracas são relatadas no Panamá, Costa Rica, África do Sul, Colômbia e Reino Unido. O Brasil está em 33º lugar no ranking (-3%).