19/11/2014 00:00:00 Indústria e comércio puxam queda de atividade no Sul


A queda de 0,1% no ritmo da atividade da Região Sul no trimestre encerrado em agosto, segundo o Boletim Regional que o Banco Central divulgou nesta terça-feira (18), deveu-se ao setor industrial e ao comércio, num ambiente de menor robustez do mercado de trabalho, diz o documento.

"Nesse cenário, o IBCR-S recuou 0,1% entre o trimestre encerrado em agosto em relação ao encerrado em maio", informou o BC.

Sudeste

Já na região Sudeste, a queda de 0,1% no ritmo da economia reflete o menor dinamismo do comércio varejista, do setor de serviços e do mercado do trabalho, de acordo com o Boletim Regional do BC.

Considerando o acumulado de 12 meses encerrado em agosto, o IBC-Br da região Sudeste também recua 0,1%. No Boletim anterior, a economia da região Sudeste cresceu 0,3%.

Centro-oeste

O ritmo de crescimento da economia da região Centro-oeste, de 1,3% no período de três meses encerrado em agosto ante trimestre encerrado em maio, foi puxado pelo desempenho da indústria da transformação e da agricultura, afirma o BC. "Nesse cenário, o IBCR-CO se expandiu 1,3% no período, em relação ao trimestre finalizado em maio", diz o documento.

No acumulado de 12 meses até agosto, a atividade no Centro-oeste cresceu 2% ante alta de 1,7% nos 12 meses encerrados em maio.

Nordeste

As atividades industrial e do comércio foram as responsáveis pela queda de 1,1% da economia da região Nordeste no trimestre encerrado em agosto, segundo BC. No período de três meses encerrado em maio, o IBC-Br da região havia crescido 3,5%. Já no período de 12 meses encerrado em agosto, a economia do Nordeste cresceu 3,3% e 4% no acumulado dos oito primeiros meses do ano em relação a igual período em 2013.

Norte

De acordo com Boletim Regional do BC, a atividade econômica na região Norte caiu 1,1% no trimestre terminado em agosto, com ajuste sazonal, em relação ao período de três meses encerrado em maio, na esteira da queda da atividade industrial e do comércio varejista. No trimestre encerrado em maio, o IBC-Br do Norte havia crescido 1,6%. No acumulado de 12 meses encerrados em agosto, a economia da região Norte cresceu 3% em relação ao mesmo período do ano passado, ante 3,6% nos 12 meses encerrados em maio.