05/11/2014 00:00:00 Kireeff explica como investirá os R$ 66 milhões de arrecadação extra

Fonte: JL

A aprovação da nova Planta de Valores, conforme os cálculos originais da Prefeitura de Londrina, representaria um aumento de R$ 66 milhões no orçamento anual do Município. O prefeito Alexandre Kireeff (PSD) argumenta que o valor é importante para novos investimentos nos mais diversos setores. “Existe um gargalo muito claro. Trabalhamos como uma estrutura e orçamento muito enxutos. Se conseguirmos ampliar a arrecadação, aumenta nossa área de manobra”, sintetizou.

Em entrevista coletiva na última sexta-feira (31), o prefeito apresentou alguns dos itens previstos como contrapartida à atualização da Planta de Valores. No entanto, ressaltou que este é um planejamento prévio da Prefeitura e que os itens poderão ser revistos conforme a aprovação do Projeto de Lei.

Na área da Saúde, por exemplo, está prevista a construção de Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (CAPS –AD) Infantil, seis postos de Saúde, Unidade de Pronto Atendimento (UPA) na Zona Leste e a contratação de 480 profissionais de saúde para ampliar o serviço de atendimento especial disponíveis em espaços como a Apae e APS Down.

Já Educação seria contemplada com a construção de 13 escolas entre Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs) e escolas fundamentais que resultaria na abertura de 2,3 mil vagas na rede municipal. Para atender à demanda, seriam contratados 504 professores.

Na proposta apresentada pelo Prefeito, o Programa Municipal de Incentivo à Cultura (Promic) receberia 0,75% do orçamento da Administração Direta de 2015. No ano seguinte, o orçamento do Programa subiria para 1% do orçamento municipal.

Kireff apresentou, também, a proposta de contratar 40 novos profissionais para a Secretaria de Obras. Desses, 18 seriam engenheiros. “Há uma demanda muito grande nesta secretaria. Com a atual estrutura não conseguimos atender, por exemplo, a velocidade dos projetos que solicitam aprovação. Não conseguimos a velocidade que o empreendedorismo precisa.”

Já a Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU) receberia um acréscimo de recursos para implantar o Passe Livre do 6º ao 9º ano. O novo orçamento também seria usado na ampliação dos repasses para varrição, limpeza geral e Ecopontos.

O Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Londrina (Ippul) seria beneficiado com a contratação de novos servidores, segundo o prefeito. Assistência Social também ganhará 22 novos servidores e terá recursos ampliados para os Conselhos Tutelares, por exemplo.

Kireeff listou ainda que a arrecadação também servirá para subsidiar a reposição das perdas salariais do período entre 2001 e 2008 e para reestruturação geral da Prefeitura. Questionado como a ampliação do desconto de 40% para 50% poderia impactar nas aplicações dos recursos o prefeito disse não saber precisar e que a destinação do recurso precisaria ser novamente calculada.